seta

390 postagens no blog

Mais um homem sério vai para o sacrifício.

22/04/2014 13:06

 Na próxima sexta-feira, 25, toma posse como Secretário de Defesa Social, o Desembargador Diógenes Tenório, que além de competente é de uma seriedade absoluta.

No entanto, apenas oito meses o separam do final de sua gestão, juntamente com a do governador Téo Vilela.

Pelo menos em tese.

Oito meses, durante os quais obstáculos intransponíveis estarão atrapalhando gestões sérias porque arraigadas na administração.

Por outro lado haveremos de convir que o problema da Segurança Pública extrapola em muito a técnica e a estratégia fixando-se em decisões que são também de caráter político.

Há que haver decisão política, ainda que impopular em ano de eleição, para que se possa dar pelo menos um pontapé em um planejamento de ação que beire a tolerância zero, que tão certo deu em cidades estrangeiras a exemplo de Bogotá e Medelin.

São outros costumes, mas o princípio da criminalidade é o mesmo porque baseia-se na corrosão da droga e na ausência da educação e da saúde.

Diógenes estará sujeito a uma crítica constante e que, sabemos, não é a ele dirigida, mas ao sistema.

Tomara que ele consiga avançar, sobretudo no aspecto da decisão, para que possamos ter um pouco da paz que perdemos.

Só para lembrar:

O fim de semana prolongado gerou 36 homicídios por aqui.

É doloroso!
 

seta

Passou um tufão por aqui: o Barbosão.

15/04/2014 14:18

E a vinda inesperada do Presidente do Supremo, mas que aqui veio como Presidente do Conselho Nacional de Justiça foi realmente um tufão sem precedentes.

Praticamente sem avisar, Joaquim Barbosa chegou, viu e ficou pasmo.

Pasmo com o cenário onde ficam os jovens infratores, ele afirmou: “Não cabe a mim, não sou governador do Estado, não tenho responsabilidades típicas do Poder Executivo. Agora, o que eu posso dizer é que a violência é, em parte, fomentada por tudo isso que eu vi hoje”.

Barbosa está sendo modesto.

Sua credibilidade a nível nacional fará com que atitudes sejam tomadas, verdadeiras bombas sejam lançadas e, como ele próprio afirmou, “voltará em maio para ver como as coisas ficam e com um planejamento para que a situação melhore”.

O governador simplesmente disse que daqui para lá “vou fazer uns ajustes”.

Nessa altura dos acontecimentos, que ajustes?

Tudo precisa ser mudado por aqui e os famosos duodécimos, por exemplo, precisam ser reajustados, sim, para que um Poder Judiciário não veja um juiz ter apenas um assessor e quando tem.

Ver comarcas sem funcionários e tudo o mais sem, sem, sem.

O Estado de Alagoas não precisa de ajustes.

Precisa de uma reformulação total e radical.
 

seta

BARBOSA NA CIDADE - onde há fumaça há fogo.

14/04/2014 14:12

O presidente do STJ, Joaquim Barbosa, desembarcou praticamente de surpresa na cidade de Maceió e os motivos reais, ocultos, na verdade ninguém sabe ainda.

Dizem que o fato de Maceió ser a cidade mais violenta do Brasil o chamou até aqui.

Que ele veio verificar o Sistema Prisional já não há mais dúvida.

 E que muitas reuniões fechadas estarão acontecendo até amanhã é o que se noticia.

No entanto, se formos avaliar com cuidado, o fato é que não é uma visitinha qualquer.

Inclusive as sirenes denunciaram sua presença na Vara da Infância e da Juventude, também.

Parece muito com o bote certeiro de quem sabe que as coisas devem estar muito erradas na nossa terrinha.

Vamos aguardar os acontecimentos porque Barbosa na verdade já mostrou que não brinca em serviço  

seta

O encontro de Penedo

12/04/2014 05:59

Sem dúvida alguma, o encontro de Penedo, na última sexta-feira, reunindo os generais da oposição e lideranças, foi uma expressiva manifestação de união de forças, de vontade de acertar e, sobretudo, de agregar valores aos estudos que já estão sendo feitos pelo grupo visando o governo estadual dos próximos quatro anos.

Liderado pelo Senador e presidente do Senado, Renan Calheiros, contou com as presenças ilustres do Senador Fernando Collor, do ex-governador Ronaldo Lessa, do ex-prefeito de Maceió, Cícero Almeida e, pasmem os leitores, com a maciça participação de 86 prefeitos do estado de Alagoas.

Mas, o mais importante de tudo foi a coerência de todos os discursos pronunciados onde os contextos voltavam-se todos para a necessidade de buscar soluções reais e não demagogas para os inúmeros problemas que afetam o estado, dentre eles os da saúde, da educação e da segurança.

A grande proposta do encontro foi exatamente a de, através do lançamento do portal “Queremos ouvir você” – nome está dizendo – ouvir as propostas de qualquer cidadão que o acesse e o utilize como instrumento de soma para o que objetiva a Aliança de Oposição.

Confesso que, há muito tempo não via tamanha concentração de poder, de força e de vontade de um grupo em favor da união e da solidariedade.
 

seta

O jogo de xadrez de quem deixou os cargos

05/04/2014 08:27

                Desde sábado passado que aqueles que ocupavam cargos no executivo e que pretendem ser candidatos nas eleições de outubro tiveram que fazer a conhecida desincompatibilização e deixar suas posições para entrarem em um grande jogo de xadrez.

Vamos ter que levar em consideração, por exemplo, os inúmeros pré-candidatos do lado governamental que, graças à indecisão – ou estratégia – do governador Téo Vilela deixaram de ser secretários de primeiro time para aguardarem a posição do governador que ainda não disse, nem a ele próprio, quem será o candidato do Palácio de Vidro à sua sucessão.

A última novidade foi a saída em tempo recorde do Secretário de Defesa Social, Eduardo Tavares, já apontado como um dos prováveis candidatos ao governo.

Será?

E nessa do quem sabe não sabe nada, várias cabeças estão coroadas com coroas de papelão que à primeira chuva desmancharão, sem dúvida alguma.

Enquanto isso as brigas de bastidores prosseguem e entre tapas e beijos, as dancinhas do Biu que já disse que "não abre nem para um trem".

Ainda que o trem seja um VLT, senador? 

Do lado da oposição as coisas estão um pouco mais definidas apesar de que martelos ainda podem cair em cabeças supostamente escolhidas.

No mais, entre peões, reis e rainhas, quem tiver dúvidas neste jogo de xadrez deve se queixar ao bispo, claro!

seta

Primeira Edição © 2011