seta

390 postagens no blog

Morre Lilian Rose

08/07/2014 09:24

A Maria José Palmeira, Conhecida Como A Colunista Social, Lilian Rose, Faleceu Hoje Na Santa Casa E Será Sepultada As 17 Horas No Parqye Das Flores.Era Mãe Do Colunista Léo Palmeira. Nossa Tristeza Pela partida De Nossa amiga.
seta

Que diferença há entre um crime de agressão no estádio ou fora dele?

05/07/2014 08:31

            E não estou falando de falta cometida em campo por um jogador.

Não estou me referindo àquelas faltas comuns que geram penalidades que fazem parte do regulamento da FIFA.

Estou falando de alguém que, utilize sua força muscular, pule nas costas de outro e, apenas com um joelho que se transformam em arma, longe da bola, quebre uma vértebra de uma pessoa o que poderá gerar consequências muito maiores do que as que ainda sabemos.

O cretino jogador da Colômbia, cujo nome nem merece mais ser mencionado, para mim é um criminoso por agressão maldosa a outrem o que está caracterizado no Código Penal Brasileiro e não pode se constituir em exceção pelo simples fato de estar participando de um jogo da Copa do Mundo.

O fato de ter tirado da competição nosso jogador-símbolo não significa nada diante do ato covarde que o transformou de jogador em agressor.

Pelo lado da FIFA, sem dúvida esperamos uma penalidade que seja bem maior àquela imposta ao Suarez, o autor da, agora, “mordidinha”.

Mas o que desejamos saber é o que podemos esperar de nossas autoridades que permitem que um criminoso por agressão pratique o ato sórdido e criminoso  na frente de 74 mil espectadores em campo e para milhões de telespectadores em todo o mundo.

A não ser que as nossas leis tenham estabelecido que agressões podem acontecer no quadrilátero de um campo de futebol, esperamos sim, uma reação maior que sirva de exemplo para o resto do mundo.

É só se dar ao respeito e fazer respeitar as nossas leis.  

E que não esperemos só pela FIFA.  

seta

SURPRESAS ENTRE A COPA E AS ELEIÇÕES

29/06/2014 07:26

 O que? A Copa do Mundo? Só tem graça assim:

Surpresa!

A gente vendo o time que esperava ganhar arrumar as malas e se mandar de volta pra casa antes do tempo. Dela, claro!

Nas eleições, a graça também é essa, quando o candidato se veste e se investe de eleito e, meio que sem graça, antes mesmo de voltar pra casa já tem certeza de que vai ter que arrumar as malas.

Na Copa o gol é a grande esperança, e quem faz tem a certeza de que vai ser visto e comentado – às vezes não – durante pelo menos quatro anos.

Nas eleições é muito parecido: o candidato precisa fazer gol e, quando faz, também acha que vai ficar 4 anos como sendo o maior do mundo.

Na Copa do futebol são 34 seleções que participam e na Copa das Eleições são 34 partidos que se debatem para ver qual se sai melhor.

A diferença é que entre as seleções a disputa é individual e pra valer; e entre os partidos existem os conchavos, as coligações, as uniões para um bocado deles segurarem a taça que, na Copa do Futebol só fica com um.

E a caixinha de surpresas? Existe?

Claro! Na Copa do Mundo, gol que não era gol, falta bem arranjada e até mordida é surpresa.

Na Copa das Eleições a surpresa mesmo é ver quem vai ganhar e vai morder muito mais.    

seta

Copa do Mundo dá lições de humildade.

21/06/2014 15:36

                        Há gente que se acha, que não tem humildade para perder ou pra ganhar, que não sabe valorizar o trabalho alheio e, simplesmente só consegue olhar para o próprio umbigo.

Vamos usar o período da Copa do Mundo para mostrar como a vida pode ser um jogo e onde a humildade é primordial.

Senão vejamos o exemplo da Seleção da Espanha que por aqui chegou como campeã do mundo, certa de que faria um verdadeiro furor e, ainda me lembro, quando saltou no aeroporto mal olhou para as pessoas que a esperavam.

Sai da Copa de maneira feia, bi derrotada por quem não esperava.

Veja a simplicidade do Chile que, sem nenhuma pretensão vem chegando e mostrando que sem banca vai muito mais longe.

O mesmo vem acontecendo com a Costa Rica.

Vejam determinados jogadores, como o famoso Mssi e o português Cristiano Ronaldo que até agora não mostraram para o que vieram.

E Gana, nossa hóspede, dando sufoco e empatando com a favorita Alemanha?

Copa do Mundo, gente, é jogo, é garra, é luta por cada pedaço, mas sem demonstrações idiotas de superioridade

O povo brasileiro tem aderido nos estádios a determinadas seleções e as tem incentivado.

Isto, para mim, tem sido a melhor demonstração de humildade e de respeito para com os povos que nos visitam.

Brasil é Brasil, mas a Copa do Mundo é aqui.

E é aqui que nós, brasileiros devemos cooperar para receber bem os que vieram competir e nos visitar.

seta

VAIA E VOTO COMEÇAM COM V

15/06/2014 06:49

Mas não combinam e até podem dependendo da maneira como são colocados.

Sou do tempo em que o respeito aos símbolos nacionais e à determinadas figuras era unânime e fazia parte da civilidade e da cidadania.

Não se trata aqui neste artigo de nenhuma preferência por ninguém e nem estou tecendo loas à presidente da república.

O que estou defendendo é aquilo que todo o cidadão deve ter que é a significação do cargo esteja ele ocupado ou não pela preferência de cada cidadão.

Na abertura da Copa do Mundo, sediada pelo Brasil 64 anos depois da primeira vez, o coro de vaia não deveria ter feito parte da enormidade da festa esportiva que estamos vivendo.

A imagem do nosso país é a que deve ser preservada e a Copa está sendo transmitida para cento e tantos países em todo o mundo. Vaia começa com V da mesma maneira que voto começa com V.

Voto é a arma poderosa que pode substituir sentimentos mesquinhos e, secretamente dizer a nós mesmos e ao país o que pensamos.

E aí, no recôndito da urna, nossas vaias podem ir para qualquer um.

Para o que esteja e para o que não esteja no exercício do poder.

Será em outubro a mais perfeita e silenciosa vaia de que se terá notícia.

Porque sairá do fundo do coração de cada um e ficará apenas conhecida pelos dedos das mãos que apertarão os botões das urnas da democracia.

seta

Primeira Edição © 2011