seta

767 postagens no blog

Pavimentação de rodovia ligando Mata Limpa a Lagoa da Canoa começa hoje

06/02/2018 10:58

O Governo  de Alagoas dá início nesta terça-feira (6) a mais uma obra do Programa Pró-Estrada, coordenado pela Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand),  com os serviços de implantação e pavimentação da rodovia que liga os povoados de Capim, Pau D’Arco e Mata Limpa até o município de Lagoa da Canoa, uma antiga reivindicação dos moradores da região.

A materialização deste sonho dos moradores de Mata Limpa e dos outros dois povoados,  na zona rural de Lagoa da Canoa, ocorreu com a assinatura no dia 23 de janeiro da ordem de serviço pelo governador Renan Filho para implantação da rodovia.

Este é o sonho, por exemplo, do frentista Fabio Pinheiro que, entre uma trepidada e outra que o carro dá durante as viagens lá do povoado de Mata Limpa até a cidade de Lagoa da Canoa, sente diariamente as consequências da falta de infraestrutura viária na região. A estrada de 6,7 quilômetros, ligando o entroncamento da rodovia AL-115 até as comunidades rurais, ainda é de barro e nunca foi pavimentada ou recebeu qualquer sinalização.  

O problema é antigo e ajudou a propagar entre os moradores a insegurança e ausência de mobilidade nos deslocamentos, que sem estrutura ficam mais longos e demorados. “Aqui é muito bagunçado, viu! A pista é toda esburacada, quando chove é muita lama, só você vendo, complicado demais. Quem anda de carro, estraga muito; se eu der uma ré, ele já começa a falhar, dá para ver ele trepidando”, conta o fretista.

 

 

Durante anos, essa foi a realidade de quem, assim como Fábio, precisa pegar a estrada para trabalhar, estudar, ir ao médico ou mesmo vender seus produtos em outras cidades aos finais de semana.

Junto com os trabalhos de pavimentação asfáltica executados pelo programa estadual Pró-Estrada, a nova via contará ainda com sinalização vertical e horizontal ao longo dos 6,7 quilômetros de extensão. “Nossa, vai ser uma bênção pra gente, um marco para todo mundo que mora aqui. Para mim, que ganho a vida fazendo frete, dependo muito dessa estrada e ter ela finalmente pavimentada vai ser uma melhoria muito grande”, comemora Fábio Pinheiro.

Caminhos estruturados

A transformação na infraestrutura viária vem desenhando um caminho diferente por todo o Estado, que agora traz mais progresso, potencializa o escoamento da produção e melhora a qualidade de vida dos moradores de todas as regiões alagoanas. Lado a lado com Lagoa da Canoa, no Agreste, mais de 60 municípios já são beneficiados com os serviços de melhoria do padrão da malha viária liderados pelo Governo de Alagoas.

“Estamos iniciando o Pró-Estrada neste ano de 2018 já com o pé direito, no povoado de Mata Limpa. Este é um programa que o governador Renan Filho lançou há pouco mais de um ano e que está mudando a vida das pessoas em todo o Estado, revolucionando o cenário de infraestrutura, segurança viária e mobilidade de Norte a Sul, Leste a Oeste de Alagoas”, salientou o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral.

 

 

 

 

seta

Centro de Comercialização da Agricultura Familiar beneficiará 57 municípios

01/02/2018 11:22

Durante mais uma reunião ordinária do Fórum de Secretários da Agricultura de Alagoas, os técnicos da Emater/AL fizeram uma apresentação sobre a implantação do Centro de Comercialização da Agricultura Familiar. A Ação é uma parceira entre o Governo de Alagoas e o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Os secretários municipais da Agricultura tiveram a oportunidade de conhecer a logística, o funcionamento e a importância do Centro de Comercialização da Agricultura Familiar. De acordo com o presidente da Emater, Elizeu Rego, serão contemplados 57 municípios alagoanos de diversas regiões com a instalação do Centro de Comercialização da Agricultura Familiar, cuja finalidade é oferecer estrutura e uma logística adequada aos pequenos produtores rurais.

Jorge Santana, presidente do Fórum de Secretários Municipais da Agricultura de Alagoas, destaca que a reunião foi bastante proveitosa e tratou de temas de relevâncias para os municípios e voltados para a agricultura familiar.

“Os Centros de Comercialização da Agricultura Familiar vão oferecer suporte e uma estrutura adequada para os pequenos produtores rurais e para os consumidores”, diz Santana, que também é secretário da Agricultura de Santana do Ipanema.

 

 

Assistência garantida

Para garantir a plena assistência ao agricultor na etapa de venda das produções, a Emater entrega ao município um minicaminhão e um automóvel de carga de pequeno porte, que serão utilizados no transporte dos alimentos, e o Kit do PAA, composto por computador, impressora, mesa, cadeiras de escritório, freezer, balança para pesagem, além de caixas para transporte e estruturas para armazenamento.

Como informa Rego, o espaço funcionará como ponto principal de armazenamento, organização e distribuição dos alimentos comprados diretamente do agricultor familiar cadastrado no programa para entidades beneficentes e instituições que atuam com o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Horta medicinal 

Outro ponto abordado com os secretários municipais da Agricultura foi a implantação de hortas de plantas medicinais e fitoterápicos, tema que foi apresentado pelo professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) Clémens Fortes.

O projeto denominado Plantas Medicinais e Fitoterápicos, desenvolvido pela Ufal, no Centro de Ciências Agrágrias (Ceca), consiste na implantação de hortas contendo 20 espécies de plantas.

Boldo, vick, hortelã de folha miúda, hortelã de folha grande, terramicina, babosa, hora pro nobis, cidreira, estão entre as espécies que são cultivadas para serem doadas às famílias nas comunidades.

Como informa Fortes, em 2017 foram implantadas hortas em 23 municípios, em parceria com a Seagri, Emater e as prefeituras. Segundo ele, para este ano a meta é implantar em mais 50 cidades do interior de Alagoas.

 

 

 

seta

Prefeitura de Marechal Deodoro garante ônibus que fará integração na Barra Nova e Massagueira

24/01/2018 11:28

A Prefeitura de Marechal Deodoro, por meio da Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT), em parceria com a Agência Reguladora de Serviços Públicos de Alagoas (Arsal), entregou na noite dessa terça-feira (23), um ônibus de integração para a comunidade da Barra Nova e Massagueira. O veículo fará os percursos dentro dos povoados, levando e trazendo os moradores das comunidades para pegar outro transporte na AL 101 Sul.

O ônibus irá circular de 30 em 30 minutos. Dentro das comunidades, passageiros irão realizar o pagamento de R$4,75 da passagem no próprio veículo integração e receberão um ticket, que dará direito a pegar, no ponto às margens da rodovia, o ônibus de transporte Convencional Metropolitano, sem a necessidade de pagar novamente.

Com este ticket, os passageiros poderão usar três opções de linhas: Marechal- Maceió, Massagueira- Maceió e Barra de São Miguel-Maceió.  Assim, com a chegada do ônibus integração, a linha Massagueira-Maceió, em seu percurso, não vai mais entrar na Barra Nova.

Segundo o Superintende Municipal de Transporte e Trânsito de Marechal Deodoro, Guilherme Casado, a Prefeitura está atendendo a um pedido antigo da comunidade. “É uma parceria nossa com a Arsal que vai atender os pedidos das comunidades, esse transporte vai facilitar a vida deles porque agora terão mais uma opção de ônibus e vão pagar somente uma passagem”, disse.

Para o Prefeito Cláudio Filho Cacau, o veículo vai beneficiar os moradores da Barra Nova e Massagueira, que terão mais mobilidade, tendo maior acesso aos transportes Convencional Metropolitano e a economia de passagens.

“A SMTT estudou a situação e estivemos juntos da Arsal. Quinta-feira o ônibus já começa a fazer os percursos em toda a região da Barra Nova e Massagueira. Estamos aqui atendendo a pedidos da comunidade que há tanto tempo sofreu com a precariedade dos transportes”, disse o prefeito.

seta

Cocadeiras da Massagueira elegem diretoria e formam associação

10/01/2018 11:35

Após incentivo da Prefeitura de Marechal Deodoro, as cocadeiras deodorenses elegeram a diretoria da nova associação, nesta segunda-feira (08), no povoado da Massagueira. Até a formação do grupo, as microempresárias foram capacitadas e formalizadas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, em parceria com o SEBRAE.

A eleição foi mais uma iniciativa de uma série de ações em que a Prefeitura de Marechal Deodoro, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, vem desenvolvendo junto as cocadeiras. Em um pleito rápido e tranquilo, as cocadeiras deram início a última fase do processão de criação da associação: a eleição da diretoria e formação do estatuto.

A diretoria eleita é formada pela presidente, Zuleide Araújo Silva; a vice-presidente, Jane dos Santos Silva; a tesoureira, Rosilene Rocha Pinheiro; e a secretária, Adriana Monteiro de Araújo, além de seis conselheiros fiscais.

“Para gente foi muito importante. Foi ótimo. Mas graças a Deus está dando tudo certo. Queremos agradecer ao apoio da Prefeitura de Marechal, do SEBRAE, por todo incentivo e apoio. Estamos encontrando algumas resistências, mas com força de vontade vamos crescer ainda mais”, expôs Zuleide, presidente recém-eleita.

Na ocasião, também foi formalizado o Estatuto da Associação dos Produtores de Cocadas e Derivados da Massagueira, que especifica como uma das finalidades “Alcançar a sustentabilidade da COCADAS DA MASSAGUEIRA através da comercialização de seus produtos em geral e da prestação de serviços específicos no segmento de culinária”.

FORMALIZAÇÃO E CAPACITAÇÕES

De início, com foco nas potencialidades do comércio e produtos característicos da cidade de Marechal Deodoro, foi incentivado a formalização das cocadeiras como microempreendedoras, garantindo diversos benefícios às cadastradas, como a busca por estímulos para o fomento do comércio, recolhimento do INSS, poder de compra como pessoa jurídica e negociar preço na hora da compra de produtos.

Após a mobilização do grupo, foi realizado um plano de capacitação. Temas como “Vantagens da Formalização”; “Produzir Alimento Seguro”; “Formar Preço”; “Acesso ao crédito para empreendedores de Marechal”; “Sei Controlar Meu Dinheiro” e “Consultoria de Planejamento e Associativismo” agregaram ainda mais o conhecimento e investimentos da categoria em seu mercado.

O coordenador de ações da Secretaria de Desenvolvimento Economia, Diogo Jucá, explicou o novo objetivo da Prefeitura junto as novas associadas e ainda do trabalho em que o poder público vem realizando junto a categoria.

 “Vamos trabalhar agora um projeto de aproxima-las aos processos licitatórios, para que elas possam participar quando surgir oportunidades. Durante todo o ano acompanhamos todas elas [as cocadeiras], desde a formalização, até a criação da Associação. Agora, com a diretoria eleita, o próximo passo é registrar em cartório a chapa vencedora”, afirmou.

seta

Matadouro Regional de Viçosa ficará pronto em março

04/01/2018 10:04

Durante visita técnica nesta quarta-feira (3) ao município de Viçosa, o secretário executivo de Políticas Agropecuária e Agronegócios da Seagri, Manoel Henrique, e o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário, Hibernon Cavalcante, inspecionaram as obras do Matadouro Regional. A garantia dada pela construtora à equipe da Secretaria da Agricultura, Pecuária Pesca e Aquicultura (Seagri) é de que o prazo para conclusão das obras é final de março deste ano. 

"Nosso objetivo é acompanhar o andamento das obras para que seja cumprido o prazo de entrega do Matadouro Regional de Viçosa, que vai atender produtores e a população do Vale do Paraíba", afirma Manoel Henrique. 

Como informa Hibernon Cavalcante, em atividade o novo frigorífico vai atender às necessidades dos nove municípios que compõem a região do Vale do Paraíba, com uma estrutura dotada de currais, salas administrativas, vestiários, caldeiras, subestação, bloco de abate, necropsia, pocilga, lagoas de tratamento e depósito para cascos e chifres.


Construído numa área de 2.300 m², o matadouro regional terá, além de instalações e equipamentos modernos, câmara frigorífica, boxe de atordoamento automático, bloco para abate e processamento de carne, vestuários e lagoa para processamento de resíduos.

 

Para o empreendimento, o Governo de Alagoas está investindo recursos da ordem de R$ 9,6 milhões e quando estiver em operação terá capacidade para abater 150 animais por dia, entre bovinos, caprinos e suínos.

De acordo com o secretário da Agricultura, Antônio Santiago, o novo espaço vai atender todos os requisitos exigidos pelas legislações federal e estadual, visando oferecer um ambiente adequado para o abate de animais, com condições de higiene e de trabalho aos produtores.

“O objetivo do Governo de Alagoas é oferecer aos produtores da região um matadouro com todas as estruturas adequadas, para que se possa ter carne com segurança alimentar à população”, assegura o secretário.

Santiago acrescenta que o matadouro vai oferecer à população produtos de qualidade e, sobretudo, evitar o abate clandestino de animas na região.

 

 

 

seta

Primeira Edição © 2011