seta

725 postagens no blog

Documentário de Arapiraca é selecionado em festival nacional

10/09/2013 04:26

O documentário arapiraquense “Salão dos Artistas”, rodado em 2012, foi selecionado para a 3ª edição do Festival de Cinema Universitário de Alagoas, que acontecerá entre os dias 12 e 16 de novembro deste ano, na cidade de Penedo.

Ele será uma das 22 produções audiovisuais listadas para a Mostra Competitiva, que tem filmes até 30 minutos de duração.

Organizado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e pelo projeto Cineart Popular, o evento agrega trabalhos de estudantes, técnicos e docentes de instituições de ensino superior de todo o país.

Além de “Salão dos Artistas”, os registros audiovisuais alagoanos “Mwany”, de Nivaldo Vasconcelos, “Matador”, de Wladymir Lima, e “Ciclo”, de Arthur Luiz Cavalcante de Macêdo, também foram classificados (confira a lista completa aqui). Há concorrentes do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Sergipe, Rio Grande do Sul, Maranhão, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Ceará, São Paulo e Paraíba.

A seleção foi feita a partir da avaliação do cineasta Thiago Penna e dos críticos de cinema Ranieri Brandão e Ricardo Lessa, ambos à frente do site Filmologia. Eles levaram em conta o apuro técnico, a construção fílmica e, sobretudo, a criatividade e estética de cada produção.

Doc

O documentário “Salão dos Artistas” trata da vida de Cecílio Francisco da Silva, mais conhecido como “seu Cecílio”, de 75 anos. O pernambucano de Taquaritinga do Norte veio para Arapiraca com pouca idade e se tornou mestre na afinação de sanfonas.

Apenas ele executa este difícil ofício na região e é referência para todos os músicos de Alagoas.

Autodidata, quando jovem, ele desmontou por curiosidade um instrumento e daí nasceu seu interesse pela profissão. Além desta, seu Cecílio aprendeu a função de barbeiro e abriu o “Salão dos Artistas”, ponto cultural de encontro de sanfoneiros e interessados em música, bem como simples clientes, local este que fica nas imediações da Praça dos Curis, bairro do Centro.

É esta a história por trás do documentário, que pela segunda vez chega a um festival – a primeira foi na 2ª Semana do Audiovisual (Seda) de Arapiraca, neste mês de agosto, com o apoio da Prefeitura de Arapiraca.

A ideia do registro foi tida durante uma oficina de cinema no Serviço Social do Comércio (Sesc), em novembro do ano passado, com coordenação de Leandro Alves e direção coletiva com os alunos do curso.

“É muito gratificante ver o resultado do trabalho - mais ainda por ser uma produção feita através de um curso do Sesc. Isso mostra o quanto devemos acreditar e continuar fazendo o audiovisual crescer! Precisamos de mais incentivos como este para mostrar que podemos produzir bastante aqui também”, diz Leandro Alves, formado em Produção Audiovisual pela Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas (Facisa), em Campina Grande-PB.
 

No último dia 22, seu Cecílio foi aclamado pela Prefeitura de Arapiraca, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), como meste da Cultura Popular Tradicional, em cerimônia realizada no Museu Zezito Guedes.

Competição

A 3ª edição do Festival de Cinema Universitário de Alagoas, a cada ano que passa, fomenta e estimula mais a produção e circulação do audiovisual nacional. Além da Mostra Competitiva, há a Mostra de Cinema Infantil, Circuito Cineclubista, apresentação de trabalhos acadêmicos, mesas-redondas, oficinas e workshops. Neste 2013, o evento premiará os realizadores em três categorias: “Melhor Curta-Metragem”, eleito pelo Júri Oficial; “Melhor Curta-Metragem”, eleito pelo Júri Popular; e “Prêmio Velho Chico de Cinema Alagoano”.

seta

Prefeitos querem rapidez em processos de aposentadoria

09/09/2013 15:17

O Tribunal de Contas está normatizando as regras para registro de aposentadorias para garantir mais agilidade nos processos e evitar prescrições nos prazos de compensação previdenciária. As novas normas e exigências foram apresentadas na reunião desta segunda-feira (dia 09), durante a reunião da Associação dos Municípios Alagoanos – AMA.

O presidente do TC, Cícero Amélio e o procurador-chefe Luiz Laranjeiras apresentaram os procedimentos legais exigidos e justificaram a demora na concessão das aposentadorias pela grande demanda e falhas existentes nos processos.

Essa pressa que os prefeitos solicitam se justifica porque só após a sentença do Tribunal é que o INSS libera os recursos relativos a compensação previdenciária. O ato nada mais é do que o pagamento de tudo que os municípios recolheram dos servidores antes da opção pelo regime próprio. O outro problema, é mais sério, é que sem esses recursos os fundos municipais estão à beira de um colapso financeiro. Em algumas prefeituras, como Atalaia, o valor da compensação não recebida já chega a R$ 10 milhões relativa a processos que começaram em 2009.

Com a padronização das regras para elaboração dos processos, o procurador Luiz Laranjeiras acredita que o tempo de avaliação – que também segue um rito – será bem mais rápido.

O presidente da AMA, Marcelo Beltrão, que levou o problema aos conselheiros em fevereiro, acredita que essa resposta do TC vai contribuir para a melhoria da gestão. Ele anunciou também que a entidade vai ter uma assessoria junto aos gestores para analisar os processos enviados a Corte de Contas e criar uma rotina de procedimentos junto aos secretários municipais de administração. Também orientou os prefeitos a, simultaneamente, ao pedido de registro no TC habilitar o município junto ao Comprev para evitar a prescrição.

“Tudo isso será feito, mas precisamos que o Tribunal defina um tempo mínimo para análise dos processos de registro das aposentadorias”, acrescentou o presidente. Beltrão sugeriu ainda que o protocolo do Tribunal já faça a triagem inicial dos documentos no ato da entrega. Em caso de falha, o município seria automaticamente informado evitando diligências por parte dos técnicos.

A preocupação dos prefeitos é grande porque depois do FPM, os fundos previdenciários representam a maior preocupação dos gestores.

seta

Prefeitura da Barra de Santo Antônio amplia atendimento médico e realização de exames

09/09/2013 13:45

Para atender os pacientes da rede pública de saúde, a prefeitura da Barra de Santo Antônio contratou novos médicos em diversas especialidades, ampliando a oferta de atendimento. A população sente os avanços tanto na emergência quanto no ambulatório, onde a demanda é mais intensa, traçando estratégias efetivas com enfoque na promoção, prevenção e reabilitação em todos os níveis de assistência médica a população.

As unidades de saúde oferecem consultas diariamente nas seguintes especialidades: Clinico Geral, Ginecologia, Oftalmologia, Psicologia, Fisioterapia e Nutrição. Além dos exames de Eletroencefalograma, Eletrocardiograma e laboratoriais no Laboratório Municipal de Análises Clínicas, localizado em frente à emergência 24h do município, na Avenida Benedito Casado.

A secretária municipal de Saúde da Barra de Santo Antônio, Simony Farias, desde que assumiu a pasta traçou a meta de consolidar o atendimento á população através do SUS. Atenta às necessidades, sempre analisando os indicadores sócio-epidemiológicos e demográficos, a secretária constatou a necessidade de ampliação de atendimento médico e procedimentos especializados no município, além da Central de Abastecimento Farmacêutico - CAF, que garante uma correta recepção, estocagem e distribuição dos remédios para a população barrense. “Estamos atendendo a uma antiga reivindicação da comunidade de ter mais atendimento médico e remédios nas unidades. Conversamos com a comunidade e ampliamos em 100% as consultas médicas e as visitas domiciliares”, afirmou a Secretária.

O bom funcionamento do laboratório municipal facilita o diagnóstico precoce das doenças, contribuindo positivamente para o tratamento e a cura. Já no CAF mais de 200 pacientes recebem mensalmente medicamentos de graça na farmácia básica. São hipertensos, diabetes e outros que dependem diariamente dos medicamentos para uma vida mais saudável. O aposentado José Agnaldo da Silva é uma dessas pessoas, ele garante que agora os produtos estão sempre disponíveis no dia certo e nunca faltam.

seta

Campeonato Miguelense de Futebol chega ao final com decisão nos pênaltis

09/09/2013 13:24

Terminou neste domingo, dia 8 de setembro, o maior campeonato de futebol amador do interior de Alagoas – Campeonato Miguelense de Futebol Amador – Edição 2013.

Reconhecido como o mais disputado e equilibrado campeonato do interior de Alagoas, o Miguelense 2013 chegou ao fim, depois de cinco meses com 254 jogos, 831 gols marcados, 1.033 cartões aplicados, e muita emoção.

As finais foram realizadas no Estádio Municipal Manoel Ferreira de Amorim (O Ferreirão), onde também foram premiados os artilheiros das duas divisões, assim como o melhor goleiro, a equipe mais disciplinada e os vices-campeões.

O secretário de Esportes e Lazer de São Miguel dos Campos, Valdemir Costa, falou sobre o Campeonato: “Todos nós que participamos do Miguelense de Futebol estamos felizes e realizados, em saber que chegamos ao final e tudo fluiu bem, como o planejado. Assistimos a um campeonato acirrado e com grandes talentos”, destacou.

Costa fez questão de agradecer aos envolvidos, e comentou: “Quero em nome de todos que fazem a Secretaria, agradecer a confiança das 32 equipes participantes, o trabalho das comissões técnicas, ao público sempre presente, ao Prefeito George Clemente, e ao vice-prefeito, Pedoca, que acreditam no esporte, e no seu poder de transformação e inclusão social. Obrigado a todos”, concluiu o secretário.

Os jogos

1ª Divisão
O confronto da final da 1ª divisão aconteceu entre as equipes do Penharol e Bandeirante. A partida foi uma das mais acirradas de todo o campeonato, o empate no tempo normal em 1 a 1, foi a prova disso. Os gols marcados durante o tempo normal foram de Romarinho, pelo Penharol, e de Cássio, pelo Bandeirante.

O empate levou a partida para os pênaltis, onde o Bandeirante venceu pelo placar de 5 a 4, se consagrado o grande campeão 2013.

Artilheiro da 1ª divisão: Romarinho, com 19 gols (Penharol).
Penharol jogou com: Julio Cesar, Hamilton, Jamerson, Jardiel, Eli, Cássio, Ednilson, Cicero, Romarinho, Wagner, Roldão, Alisson.
Técnico: Seu Zé do Penharol.

Bandeirante: Wilams, Jadson, Alberis, Genilsson, José Ednelson, Ronaldo, Klinger, José Sérgio, Jean, Wanderson, José Edvan, Cássio.
Técnico: José Edson.

2ª Divisão
O confronto para decidir o campeão da 2ª divisão aconteceu entre as equipes do Pitú, e Terremoto. O Pitú soube aproveitar as oportunidades, e conseguiu abrir o placar, o que deu uma confiança ainda maior ao time, que fez o segundo gol, e não deu chances ao Terremoto. Com gols de Fredson e José Edvaldo, o Pitú conquistou o Campeonato Miguelense da 2ª divisão.

Artilheiro da 2ª divisão: Fredson com 20 gols (Pitú).

Pitú jogou com: José Edson, José Carlos, Gedvan, José Claudemir, José Batista, Carlos da Silva, Maciel de Assis, José de Souza, José Edvaldo, Xixa, Márciode Assis.
Técnico: Abelardo.

Terremoto: Glauber, Carlos Augusto, Agatangêlo, Thales, Anamidab, Gutemberg, Luan, Jackson, Vanderson, José Adriano, Altemir, Rodolfo.
Técnico: Maluf.

OS PREMIADOS
1ª Divisão
Melhor ataque: Penharol
Melhor goleiro: José Marcos de Mendonça (Cecília)
Equipe mais disciplinada: Fênix

2ª Divisão
Melhor ataque: Pitú
Melhor goleiro: José Edson Ferreira (Pitú)
Equipe mais disciplinada: Chã do Coité

seta

Célia e Renan anunciam R$ 25 milhões para obras em 17 bairros

09/09/2013 12:27

A retomada das obras do governo do ex-gestor Luciano Barbosa (PMDB) foi anunciada pela prefeita Célia Rocha (PTB), acompanhada do vice Yale Fernandes (PMDB), durante coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (9), no Centro Administrativo Antônio Rocha.

As obras pontuadas fazem parte de emendas do presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB), que somam um total de R$ 25 milhões, oriundos do Ministério das Cidades.

Foram anunciadas também a construção do Centro de Convenções de Arapiraca, um laboratório de saúde, uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) na comunidade de Massaranduba, 11 Unidades Básica de Saúde (UBS) e cinco Centros Infantis de Educação.

Com efeito, Célia Rocha, Luciano Barbosa e Renan Calheiros se comprometeram em buscar e trazer recursos federais para o município, este que cresce em proporção metropolitana, agregando valor às demais cidades vizinhas.
"Arapiraca tem que manter este ritmo de crescimento, mas vislumbrando uma atenção para o saneamento e a infraestrutura. Sei da competência de Célia e ela fará com que os municípios vizinhos acompanhem o progresso daqui", coloca o ex-prefeito Luciano Barbosa.

Em consonância à fala dele, a chefe do Executuvo municipal pontuou que os bairros e comunidades de Zélia Barbosa Rocha, Cavaco, Novo Horizonte, Manoel Teles, Baixa Grande, Cacimbas, Santa Esmeralda, Brasiliana, Jardim Tropical, Canafístula, Boa Vista, Primaveira, Eldorado, São Luiz, Olho d'Água dos Cazuzinhas, Centro e Ouro Preto receberão obras estruturantes e de infraestrutura. As localidades do Baixão, Santa Esmeralda, Cavaco, Brasiliana, Itapoã, Novo Horizonte e Vila São Francisco já foram contempladas com os recursos advindos de emedas de Renan Calheiros.

"É com muita felicidade que retomamos essas empreitadas inciadas pelo prefeito Luciano Barbosa, pois com seu empenho Ararapica pôde fugurar como a 7ª cidade com maior potencial econômico do Brasil. E estamos com várias propostas em análise como o sistema de esgotamento na bacia do Perucaba e o sistema de esgotamento na bacia do Piauí, por exemplo, a fim de revitalizar e sanear nosso município. Não podemos apenas crescer, mas, sim, evoluir em todas as áreas", diz a prefeita, atentando que, com a chegada do Pátio Arapiraca Garden Shopping neste mês de setembro, a movimentação econômica no local será intensa.

"Com este empreendimento de proporção gigantesca para a economia da região metropolitana, cerca de 600 mil pessoas terão acesso aos mais diversos serviços da cidade. Tendo em vista também a expansão de Arapiraca com novos loteamentos e conjuntos habitacionais, é necessário um equipamento viário e de mobilidade urbana para que os cidadãos possam ter acesso a todos os cantos do município", destaca Célia Rocha.

Segundo Luciano Barbosa, "há um esforço grande da prefeita para melhorar a máquina pública com a arrecadação que está sendo feita". Ele lembrou ainda que a queda dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) dificultou a chegada de recursos para se investir em obras que tem caráter prioritário.

"Mas esta angústia de Célia é uma de suas características mais marcantes. Ela quer sua cidade bem; ama esse povo – e isso nos estimula! Com certeza, ela irá repetir a grande administração que ela fez anteriormente em suas gestões. Quero estar com a prefeita todos os dias, todas as horas, a fim de garantir recursos não apenas para obras, mas para as políticas públicas idealizadas para cá", coloca Renan Calheiros.

Na última segunda-feira (2), o senador esteve na Associação dos Municípios Alagoas (AMA) acompanhando de perto o caso de todas as cidades. No próximo dia 27, em Paripueira, haverá uma reunião com autoridades diversas para avaliar políticas públicas para o estado e para Arapiraca.

Estiveram no encontro no Centro Administrativo Antônio Rocha, nesta segunda-feira (9), além da prefeita Célia Rocha, do vice Yale Fernandes, do ex-prefeito Luciano Barbosa e o senador Renan Calheiros, todo o secretariado municipal, vereadores, deputados, prefeitos de municípios vizinhos e representantes de entidades da terra. 

seta

Primeira Edição © 2011