Ministério da Saúde atualiza boletim epidemiológico

As recomendações foram apresentadas a gestores estaduais e municipais

14/03/2020 16:44

A- A+

Agência Brasil

compartilhar:

O Ministério da Saúde suspendeu para revisão técnica duas orientações do Boletim Epidemiológico sobre Covid-19, que trata da vigilância, das medidas não farmacológicas para cada fase de transmissão e do diagnóstico da doença. O documento atualizado está disponível na página do ministério sobre coronavírus.

As recomendações técnicas foram apresentadas ontem (13) aos gestores estaduais e municipais e deverão ser adaptadas conforme a realidade local. De acordo com o Ministério da Saúde, como é natural do Sistema Único de Saúde (SUS), o material gerou debates locais, que trouxeram críticas e sugestões.

O objetivo das medidas não farmacológicas, como a redução do fluxo urbano e o incentivo à etiqueta sanitária, é reduzir a transmissibilidade do vírus na comunidade e portanto retardar a progressão da epidemia. A estimativa do Ministério da Saúde é que, sem a adoção das recomendações, o número de casos do coronavírus podem dobrar a cada três dias.

“Ações como essa, além de reduzirem o número de casos, têm sido um o potencial de reduzir o impacto para os serviços de saúde, por reduzir o pico epidêmico, permitindo uma melhor distribuição dos casos ao longo do tempo”, diz o boletim.

Revisões

No que se refere ao isolamento domiciliar voluntário de pessoas sem sintomas, mas que vieram de viagens ao exterior, será necessária uma revisão técnica diante da dificuldade operacional de implantação da medida, inclusive, se necessário, para adequar a vigilância local e avaliar sua pertinência. Com a suspensão desse trecho, fica valendo a recomendação de isolamento domiciliar de pessoas com sintomas (febre + sintomas respiratórios) vinda do exterior.

Com relação aos cruzeiros turísticos, as sugestões dos gestores são referentes ao detalhamento da norma, por exemplo, sobre datas, direitos, rotas, situações locais de circulação do vírus, entre outros. Com a suspensão da orientação atual, cada caso será analisado com a autoridade de saúde local.

Por último, não houve suspensão, mas uma modificação sobre a orientação para grandes eventos. Eles valem a partir da detecção de transmissão local do coronavírus.

De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde, divulgado ontem (13), o Brasil tem 98 casos confirmados de Covid-19 e 1.485 em investigação.

Primeira Edição © 2011