Corinthians aposta na volta de Pedrinho para avançar na pré-Libertadores

11/02/2020 16:48

A- A+

EFE

compartilhar:

Derrotado por 1 a 0 em Assunção na semana passada, o Corinthians precisa vencer o Guaraní nesta quarta-feira, em Itaquera, para não ser eliminado ainda na fase preliminar da Taça Libertadores, repetindo um feito negativo de nove anos atrás, e para isso contará com o retorno do meia-atacante Pedrinho.

Titular absoluto do Timão e alvo de clubes europeus, Pedrinho estava a serviço da seleção brasileira sub-23, que obteve o vice-campeonato do torneio pré-olímpico na Colômbia e, consequentemente, a vaga nos Jogos de Tóquio, que serão realizados em julho e agosto.

A volta do camisa 10 cai como uma luva para o técnico Tiago Nunes, que vem tendo problemas para montar o time para o duelo decisivo na Arena Corinthians, em que os donos da casa terão de vencer por dois gols de diferença ou devolver o 1 a 0 e resolver na disputa de pênaltis. A chuva que castigou a cidade de São Paulo impediu que o campeão da Libertadores de 2012 treinasse nesta segunda-feira, um dia após a derrota para a Inter de Limeira por 1 a 0, pelo Campeonato Paulista. Nesse jogo, o treinador poupou boa parte dos titulares.

Na lateral-esquerda, Tiago deverá sacar Sidcley, que ainda não está na forma física ideal, e escalar Lucas Piton, enquanto no ataque Janderson e Everaldo disputam um lugar ao lado do centroavante Boselli.

Os visitantes, comandados pelo argentino Gustavo Costas, vêm de vitória sobre o Olimpia por 4 a 2, pela quarta rodada do Torneio Apertura paraguaio. Com isso, estão em segundo lugar, com os mesmos dez pontos do líder Libertad. Entretanto, o adversário reclama no tapetão os pontos da partida, alegando que o Guaraní escalou seis estrangeiros, um a mais que o permitido.

Ainda sem poder contar com o meia uruguaio Rodrigo Fernández Cedrés, Costas escalará Jorge Morel ou Fernando Barrientos, que em 2015 jogou pelo Athletico Paranaense, antigo clube de Tiago Nunes.

Até hoje, apenas três equipes brasileiras foram eliminadas na fase preliminar da Libertadores. O próprio Corinthians, em 2011, para o Tolima-COL; a Chapecoense, para o Nacional-URU, em 2018; e o São Paulo, para o Talleres-ARG, no ano passado.

Primeira Edição © 2011