Campeão mundial de fisiculturismo comenta o caso de Ângelo Rodrigues e fala sobre o abuso de anabolizantes

12/09/2019 20:35

A- A+

MF Press Global

compartilhar:

Recentemente o ator Ângelo Rodrigues foi acometido por uma infeção que ameaçou a sua vida, originada devido ao abuso de anabolizantes e de testosterona injetável. O caso ganhou os noticiários em todo o país e deixou os fãs bastante preocupados. Recorde-se que, como consequência da infeção, Ângelo foi operado 4 vezes à perna para retirar tecidos mortos e a amputação ainda não está "fora da mesa".

O campeão mundial WBFF (World Beauty Fitness Fashion) de fisiculturismo Italo Costa lamentou o ocorrido e referiu que o caso de Ângelo, infelizmente, não é um facto isolado: "O abuso e a irresponsabilidade no manuseio de anabolizantes é um fato lastimável que vemos no meio fitness. Cada vez mais, pessoas que não são atletas profissionais estão a buscar resultados turbinados e um crescimento muscular em menos tempo. No entanto, buscar estes atalhos podem causar consequências sérias, como infelizmente o caso do ator Ângelo Rodrigues".

O ator de 31 anos poderá ficar com danos irreversíveis e passar a movimentar-se com uma muleta. Italo aponta que casos como estes são consequência dos excessos em nome da vaidade: "Tudo em excesso torna-se um problema. Eu e meu médico, o Dr. Hugo Yamashiro, somos voltados a uma linha de saúde e longevidade, por isso parcimônia e caso necessário ai sim ajustes. Por esta razão, sempre recomendo o acompanhamento médico e profissional e evitar recorrer a substâncias e métodos que prometem ser milagrosos, que alegam resultar em um corpo de sonho da noite para o dia.

Sobre a questão dos anabolizantes, Italo refere que existe muita controvérsia sobre o uso destas substâncias: "Existem muitas controvérsias acerca do uso benéfico ou não dessas substâncias. No entanto, existem casos específicos e pontuais, com o devido acompanhamento médico, pode-se fazer a administração destas substâncias para determinado fim. O uso indiscriminado e sem acompanhamento profissional de anabolizantes e quaisquer hormonas é muito perigoso e pode trazer efeitos colaterais irreversíveis. É algo muito sério". 

Primeira Edição © 2011