Meio-soprano diz contar com testemunha de assédio sexual de Plácido Domingo

13/08/2019 16:55

A- A+

EFE

compartilhar:

A meio-soprano Patricia Wulf, uma ex-cantora de ópera que acusou Plácido Domingo de assédio sexual, confirmou suas acusações nesta terça-feira e disse contar com uma testemunha do suposto comportamento inadequado do tenor espanhol.

"O meu relato do que aconteceu é verdadeiro", disse à Agência Wulf, de 61 anos, que assegura ter cantado "em múltiplas ocasiões" com Plácido Domingo na Ópera Nacional de Washington, instituição da qual o cantor espanhol foi diretor artístico e diretor-geral.

Primeira Edição © 2011