Segurança Pública apreende mais de uma tonelada de drogas

26/07/2019 15:16

A- A+

Agência Alagoas

compartilhar:

Mais de uma tonelada de drogas foi apreendida pelas forças policiais, no primeiro semestre deste ano, em Alagoas. Segundo o Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac), da Secretaria da Segurança Pública (SSP), ao todo, foram apreendidos 1.104 quilos de drogas como crack, maconha, cocaína e pasta base de cocaína.

De acordo com os dados do Neac, a quantidade apreendida no primeiro semestre deste ano contabilizou um aumento de 77%, se comparado ao mesmo período do ano passado, que registrou a apreensão de 623 quilos de entorpecentes. Neste ano, foram apreendidos 220 kg em janeiro, 193 em fevereiro, 128 em março, 42 em abril, 358 em maio e 163 em junho. Em 2018, os mesmos meses registraram, respectivamente, 161, 65, 167, 151, 49 e 30 quilos apreendidos.

As apreensões dos entorpecentes são realizadas durante ações diárias e operações das polícias Civil (PC) e Militar (PM), ou em conjunto com outras forças policiais em todo o estado, que resultam também na desarticulação de organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas. A população pode contribuir também com o trabalho da Segurança Pública por meio de denúncias. As informações podem ser passadas, de forma segura e anônima, através do Disque Denúncia 181. O serviço é gratuito e funciona 24 horas por dia.

Para o secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, as apreensões são muito importantes porque combatem diretamente o tráfico de drogas em Alagoas. “Esse é mais um dos resultados positivos alcançados pela Segurança Pública, que mostra o trabalho desempenhado tanto pela PC quanto pela PM. Não podemos deixar de destacar as ações conjuntas que também têm sido fundamentais para alcançarmos este número tão expressivo de apreensões”, disse.

O delegado Gustavo Henrique, da Delegacia de Narcóticos (DNARC), da Polícia Civil, contou que o aumento das apreensões resulta da intensificação dos trabalhos da Polícia Civil e também da parceria com a Inteligência da Polícia Militar. “É muito importante porque não só contribui para a desarticulação de organizações criminosas como também para a redução de outros crimes, sobretudo os Crimes Violentos Letais e Intencionais, especialmente o homicídio”, afirmou o delegado.

Segundo o subcomandante-geral da PM, coronel Wilson da Silva, a PM tem realizado operações constantes no enfrentamento ao crime organizado em Alagoas e os trabalhos tanto na capital, quanto no interior do estado, têm sido intensificados nos últimos anos. “Graças a importante participação da população, que envia informações sobre os possíveis pontos de comercialização de drogas, e aos levantamentos feitos pelo Serviço de Inteligência, os resultados têm sido satisfatórios. Estamos tirando de circulação uma grande quantidade de drogas, isso desde as primeiras horas do ano, como por exemplo, o Batalhão de Radiopatrulha que apreendeu cerca de 30 quilos de maconha no dia 1º de janeiro”, disse.

Primeira Edição © 2011