ONU prevê pelo menos 2,8 milhões de afetados por ciclone Idai na África

21/03/2019 16:17

A- A+

EFE

compartilhar:

O ciclone Idai, que devastou cidades inteiras durante sua passagem por Moçambique, Malawi e Zimbábue, afetou pelo menos 2,8 milhões de pessoas, segundo os cálculos que nesta quinta-feira foram publicados no Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas.

Entre esses afetados estão 200 mil pessoas que necessitam de ajuda urgente durante os próximos três meses no Zimbábue, além das 920 mil pessoas no Malawi, enquanto em Moçambique o PMA fala em 600 mil afetados, mas prevê que chegará a 1,7 milhão após contabilizar os atingidos nas áreas arrasadas pelas inundações.

Primeira Edição © 2011