Moradores do Pinheiro integram núcleo para acompanhar estudos

04/01/2019 18:21

A- A+

Ascom Semds

compartilhar:

Para facilitar o acesso dos moradores do bairro Pinheiro aos estudos que buscam esclarecer o surgimento de rachaduras em imóveis e vias públicas da região, a Secretaria Adjunta Especial de Defesa Civil criou, em 2018, um Núcleo Comunitário de Defesa Civil (Nudec) composto por 26 representantes. O grupo, que integra moradores do bairro e técnicos da Prefeitura, colabora com a divulgação de informações oficiais sobre o estudo por meio de um contato direto e age como interlocutor entre o poder público e a comunidade.

Titular da Defesa Civil de Maceió, Dinário Lemos explica que o Nudec é uma metodologia regulamentada pelo Governo Federal e permite que a população de áreas vulneráveis colabore com ações de prevenção e em situações de emergência, participando de treinamentos e sendo orientada a agir da forma adequada em casos de necessidade. No caso do Pinheiro, o Nudec se reúne mensalmente em sedes administrativas da Prefeitura, onde técnicos atualizam as informações sobre o andamento dos estudos e a situação local.

“O Nudec tem uma atuação importante e nos ajuda nesta interlocução com a comunidade. É um grupo semelhante aos já existentes nas áreas de risco de Maceió, que colaboram significativamente em períodos chuvosos. No Pinheiro, há moradores engajados e que têm, junto conosco, acompanhado o que vem sendo feito pelos técnicos do Serviço Geológico do Brasil e demais órgãos do Governo Federal que estão envolvidos nos estudos para esclarecer as causas das rachaduras no bairro. As reuniões são abertas e, mesmo que não seja integrante do Nudec, qualquer morador pode ter acesso aos encontros”, explicou Lemos.

O secretário de Defesa Civil de Maceió lembra, ainda, que as informações sobre os estudos também estão disponíveis na página oficial do Serviço Geológico do Brasil, responsável pelos trabalhos no Pinheiro. Na página, o cidadão pode acessar as perguntas e respostas mais frequentes sobre a situação do Pinheiro, a linha do tempo sobre o trabalho de monitoramento no local, previsões meteorológicas para a região e galeria de imagens, além de dados técnicos, como o Mapa de Feições de Instabilidade do Terreno e o Relatório Levantamento das Feições de Instabilidade do Terreno.

Nudec 

Em reunião realizada ontem (03) na sede da Defesa Civil, no bairro Vergel do Lago, os integrantes do Nudec Pinheiro foram informados sobre o cadastramento para recebimento da ajuda humanitária, benefício que será concedido pelo Governo Federal às famílias que tiveram de deixar seus imóveis em decorrência das rachaduras. A ajuda humanitária é uma das primeiras medidas após o reconhecimento da União à situação de emergência, cuja homologação foi publicada no Diário Oficial. Outro assunto abordado durante o encontro foi sobre a nova etapa dos estudos, que terá início no próximo dia 14 de janeiro, com a chegada de equipamentos e técnicos do Serviço Geológico do Brasil e da Agência Nacional de Mineração.

No encontro anterior, realizado no dia 21 de dezembro, uma das integrantes do Nudec, Betânia Farias, enfatizou a importância da participação dos moradores no grupo e destacou a atuação dos técnicos que têm realizado os estudos. “No Nudec encontramos o apoio e ficamos cientes do trabalho que vem sendo feito. A Defesa Civil e outros pesquisadores estão presentes constantemente e nos passando a real situação. Assim, é importante que todos do Pinheiro busquem se integrar para ter acesso às informações oficiais”, disse a moradora.

Primeira Edição © 2011