Maná afirma no Grammy Latino que seguirá lutando pelos imigrantes

16/11/2018 15:01

A- A+

EFE

compartilhar:

O grupo mexicano Maná, reconhecido como Personalidade do Ano 2018 pela Academia Latina da Gravação, disse nesta quinta-feira na 19ª edição do Grammy Latino, realizada em Las Vegas, nos Estados Unidos, que continuará lutando pelos imigrantes.

"Quero dizer-lhes que seguiremos lutando pelos direitos dos migrantes que tornaram este país grande. No século passado foram a diferença para que seja tão grande como é", afirmou sobre o palco Fher Olvera, vocalista do Maná.

"Lutaremos pela Mãe Terra, pelos direitos da mulher, e seguiremos lutando para fazer canções do coração e da alma", acrescentou o cantor.

O cantor espanhol Miguel Bosé entregou hoje formalmente na cerimônia do Grammy Latino o prêmio de Personalidade do Ano ao Maná, apesar de os mexicanos já terem sido homenageados ontem em uma noite especial em Las Vegas na qual diferentes artistas ibero-americanos cantaram versões de suas canções mais conhecidas.

A banda de Guadalajara, reconhecida tanto por sua bem-sucedida trajetória como pelo seu trabalho filantrópico, se tornou o primeiro grupo a vencer o prêmio de Personalidade do Ano.

Para celebrá-lo, o Maná interpretou hoje ao vivo no Grammy Latino as canções "En el muelle de San Blas", "Labios compartidos" e "Clavado en un bar". EFE

Primeira Edição © 2011