Boxeadora kosovar não recebe visto para disputar Mundial de boxe na Índia

16/11/2018 15:08

A- A+

EFE

compartilhar:

Uma boxeadora do Kosovo que iria disputar o Campeonato Mundial que começou na quinta-feira em Nova Délhi foi impedida de competir por não obter um visto de entrada na Índia, país que não reconhece a independência do Estado balcânico.

A Associação Internacional de Boxe (AIBA) anunciou, "com profunda decepção", que o Governo indiano foi incapaz "de encontrar uma solução satisfatória para a jovem esportista Donjeta Sadiku e para a delegação do Kosovo, apesar dos esforços da AIBA e da Federação Indiana de Boxe nas semanas, dias e horas precedentes para esclarecer o status de seus vistos".

Em consequência, afirma em comunicado, a organização que regula o boxe olímpico "irá reconsiderar" a candidatura da Índia para sediar o Mundial masculino de 2021.

Donjeta Sadiku iria competir na categoria peso leve - até 60 quilos.

A resistência do Governo indiano a facilitar um visto de entrada no país coincide com a polêmica gerada na semana passada na Espanha, país que também não reconhece a independência do Kosovo.

Os esportistas kosovares participaram do Mundial de Caratê em Madri sob bandeira da federação mundial, após terem obtido os vistos na França.

O COI escreveu uma carta às federações internacionais na qual recomenda que não concedam à Espanha a organização de competições enquanto não resolver este problema, que a instituição olímpica considera um ataque à autonomia do esporte.

No mesmo sentido, a AIBA afirmou que quando concede a um país a sede de um torneio, "um dos primeiros requisitos é a garantia de que todos os esportistas e delegações poderão participar, sem discriminação e além de qualquer consideração política".

"Portanto, a AIBA estudará as medidas adequadas para que isto não volte a ocorrer, incluída a possibilidade de reabrir o processo de candidaturas para o Mundial de 2021, que iria acontecer na Índia", acrescentou,.

Primeira Edição © 2011