Galo deixa a zona favorecendo o Azulão, que joga nesta terça

Para escapar da degola o CRB só depende das próprias forças, 32ª rodada foi favorável aos alagoanos

22/10/2018 07:08

A- A+

Márcio Ândrei

compartilhar:

Ao vencer o vice-líder Goiás, na sexta-feira (19), no Rei Pelé por 2x0, o Galo deixou a zona de rebaixamento e, ainda favoreceu ao maior rival, Azulão, a não se distanciar da segunda posição. Com a conclusão da 32ª rodada os resultados foram viáveis aos times alagoanos. Para o CRB não ser rebaixado agora não depende mais de ninguém, já o CSA pode reassumir temporariamente a vice-liderança caso vença o Brasil de Pelotas nesta terça-feira (23), às 19h15 no Trapichão, onde vai abrir a 33ª rodada.

Galo

Ufa! Em fim o Galo quebrou a sequência desesperadora de sete jogos sem vencer, além disso a sorte esteve ao lado da equipe regatiana no complemento da rodada.  Com as derrotas do Sampaio Corrêa, Paysandu e Juventude, que se encontram respectivamente em 17º, 18º e 19º colocados com 32 pontos, três a menos que o Regatas, o Galo agora respira um pouco mais e, pra melhorar o clima, a derrota do Brasil de Pelotas também favoreceu muito ao alvirrubro alagoano, justamente porque a equipe de Caxias do Sul agora só tem dois pontos de vantagem sobre o Galo, que pode perder a 15ª posição em uma provável derrota para o Azulão, caso o Galo vença o São Bento no próximo sábado às 16h30 na casa do adversário.

Ainda incerto

Mesmo com a significativa vitória sobre o Goiás e favorecimento da rodada, o Galo ainda corre sérios riscos de rebaixamento. Para se distanciar e apresentar mais tranquilidade nas próximas rodadas, o time alagoano volta a campo necessitando de mais uma vitória, em caso de revés pode retornar à zona de rebaixamento, dependendo de novas combinações de resultados para que possa deixar, o que seria muito complicado na sequência da competição.

Azulão

Embalado com a real possibilidade em reassumir a vice-liderança da Série B, de forma temporária, o Azulão do Mutange busca uma vitória a todo custo diante o Brasil de Pelotas. Independente da segunda colocação a meta mesmo no ambiente azul é somar mais três pontos, o que garante a equipe no G4, deixando o CSA praticamente na dependência de duas vitórias para chegar ao sonhado acesso à Série A.

Rumo à Série A

Vencendo o Brasil de Pelotas o CSA terá pela frente mais cinco jogos, sendo sequenciados dois fora de casa, outros dois no Rei Pelé e, fecha a participação na Série B no reduto adversário, ou seja, o Azulão tem tudo para subir à Série A, mas pra isto precisa cumprir com as obrigações diante da sua torcida e, jogar com raça na casa adversária para garantir ao menos um empate. Fazendo o que deve com certeza o Trapichão vai ficar pequeno na 36ª ou 37ª rodada ao enfrentar respectivamente Atlético-Go e Avaí, adversários que também lutam por acesso, onde pode garantir mais uma festa à Fantástica Nação Azulina, com outro jogo de acesso do Azulão do Mutange, agora à Série A. 

Primeira Edição © 2011