Kavanaugh supera trâmite no Senado para confirmar indicação ao Supremo

05/10/2018 19:27

A- A+

EFE

compartilhar:

O juiz Brett Kavanaugh, indicado para a Suprema Corte pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, superou nesta sexta-feira um trâmite prévio no Senado, que votará no sábado se confirma sua candidatura, em meio a acusações de abusos.

Com 51 votos a favor e 49 contra, a Câmara Alta aceitou votar amanhã sobre se confirma ou não Kavanaugh, que foi acusado publicamente de abuso sexual por três mulheres, entre elas Christine Blasey Ford, que na semana passada prestou depoimento no Senado para dar sua versão dos fatos, supostamente ocorridos em 1982.

Trump se pronunciou rapidamente e elogiou os legisladores: "Muito orgulhoso do Senado dos EUA por votar 'sim' para avançar na indicação do juiz Brett Kavanaugh!", escreveu em sua conta no Twitter.

A decisão de realizar a votação final no sábado chega uma semana depois de o presidente americano pedir ao FBI para fazer uma investigação sobre as alegações contra o juiz, após pressões do Senado.

Após lerem o relatório do FBI, os líderes republicanos concluíram que as acusações não tinham sido corroboradas e que a votação deveria acontecer.

Por sua vez, os democratas opinaram o contrário, ao sugerirem que as investigações apresentavam indícios de "má conduta" por parte de Kavanaugh, e denunciaram que a mesma estava incompleta e foi limitada pela Casa Branca.

O juiz pode ser confirmado amanhã no Senado se os republicanos, com leve maioria - 51 de cem cadeiras -, conseguirem somar pelo menos 50 votos, o mínimo necessário para que um indicado seja confirmado.

Ainda existe a dúvida quanto ao voto de quatro senadores moderados, três republicanos e um democrata, que podem determinar o futuro de Kavanaugh.

Primeira Edição © 2011