2º Seminário de Economia Circular trará Miriam Lima e Marcelo Rosenbaum para Maceió

rofissionais irão apresentar casos inspiradores de economia circular em evento nos dias 19 e 20 de setembro

10/09/2018 17:31

A- A+

Assessoria Algo Mais

compartilhar:

Entre as atrações na programação do 2º Seminário de Economia Circular, está o painel ‘Casos Inspiradores de Economia Circular’, que trará a Maceió a empresária Miriam Lima e o designer Marcelo Rosenbaum para apresentar projetos inspiradores. Vale lembrar que o seminário é gratuito, promovido pelo Projeto ‘Maceió Mais Inclusiva através da Economia Circular’, que busca dar novas perspectivas às cadeias produtivas tradicionais do sururu e da pesca na capital, e conta com o apoio da Braskem.

O seminário será realizado nos dias 19 e 20 de setembro deste ano, na Associação Comercial de Maceió, e segue com inscrições abertas pelo site iabs.org.br/maceioinclusiva/2o-seminario. O evento pretende apresentar o ecossistema para o desenvolvimento da economia circular e da sustentabilidade nos negócios, apresentando também os avanços nesta primeira etapa de implantação do projeto, que envolve parceiros do poder público, academia e da iniciativa privada, como a Braskem.

Miriam Lima reuniu vasta experiência ao longo de 25 anos na área de exportação em empresas e especializou-se em terceiro setor e responsabilidade social. Em 2007, deixou o mundo corporativo e voltou-se para a atuação social. Há seis anos é sócia e diretora da Rede Asta, em São Paulo, que busca promover a inclusão social de artesãos e a transformação de resíduos, com reaproveitamento de tecidos e peças de roupa.

Marcelo Rosenbaum defende, por meio de seu escritório, design, arquitetura e inovação que geram valor a partir de ideias originais, inserindo a identidade cultural em tudo o que faz. Esse compromisso é catalisado na forma do Instituto A Gente Transforma, que atua em comunidades do Brasil e no Peru conectando indivíduos as suas memórias e raízes ancestrais. Em janeiro deste ano, Rosenbaum esteve em Maceió conhecendo a realidade de algumas comunidades ribeirinhas, entre elas as marisqueiras do Vergel do Lago, público atendido pelo Maceió Mais Inclusiva.

As inscrições para o 2º Seminário de Economia Circular vão até a próxima quarta-feira (12) ou preenchimento total das vagas disponíveis.

Sobre o projeto

O ‘Maceió Mais Inclusiva através da Economia Circular’ foi estruturado como um projeto de valorização das cadeias tradicionais do sururu e da pesca artesanal, com o aumento do valor agregado dos pescados, reaproveitamento dos resíduos como insumos em novas cadeias produtivas, geração de emprego e renda e diminuição do impacto sobre o meio ambiente local. O projeto é uma parceria entre a Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (SEMTUR), Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (SEMTABES), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (SEDET), Secretaria Municipal de Governo (SMG), Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (SLUM), e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), através do Fundo Multilateral de Investimento (Fumin), sendo executado pelo Ins tituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) com o apoio da Braskem, Agência de Fomento de Alagoas - Desenvolve, Sebrae em Alagoas e a Universidade Politécnica de Madrid (UPM).

Sobre a Braskem

Com uma visão de futuro global, orientada para o ser humano, os 8 mil Integrantes da Braskem se empenham todos os dias para melhorar a vida das pessoas, criando as soluções sustentáveis da química e do plástico. É a maior produtora de resinas das Américas, com produção anual de 20 milhões de toneladas, incluindo produtos químicos e petroquímicos básicos, e receita líquida de R$ 50 bilhões em 2017. Exporta para Clientes em aproximadamente 100 países e opera 41 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA, Alemanha e México, esta última em parceria com a mexicana Idesa.

Primeira Edição © 2011