Maurício Quintella fala em educação e esquece Operação Gabiru

09/09/2018 17:58

A- A+

A Notícia

compartilhar:

O deputado federal, ex-ministro dos Transportes, Portos e Aviação do Governo Temer, Maurício Quintella (PR), usa o tempo do programa eleitoral para mostrar seu trabalho como político. Porém, o agora candidato ao Senado omite informações de quando foi secretário de Educação do Estado de Alagoas, no governo de Ronaldo Lessa.

Maurício Quintella, quando secretário de Educação, foi não só acusado, mas condenado na Operação Gabiru, deflagrada pela Polícia Federal, por desvio de merenda escolar e de verbas que deveriam ser destinadas ao transporte de crianças.

Além de condenado por pelos crimes de improbidade administrativa e enriquecimento ilício, a condenação determina que Quintella e devolva R$ 133 milhões a União.

Testemunha de Temer

Por sua proximidade com o presidente Michel Temer, Quintella é também testemunha de defesa de Michel Temer, em inquérito do Superior Tribunal Federal (STF) que investiga benefícios dados a empresas do Porto de Santos e tiveram o contrato prorrogado por meio de decreto presidencial.

A suspeita é de que Temer teria recebido propina por beneficiar o Grupo Rodrimar. Na época, Quintella ocupava a cadeira de ministro dos Transportes.

Primeira Edição © 2011