Sou candidato.

01/09/2018 10:36

A- A+

Geraldo Câmara

compartilhar:

                   Nessa época em que o país está comprometido com a eleição de um novo presidente, de 27 governadores, de mais de 500 deputados federais. de aproximadamente 600 deputados estaduais e de 40 senadores a escolha fica cada vez mais difícil para o povo de um modo geral, decepcionado com todos os males que assolam o país e, agora, mais ainda, por não encontrar propostas condizentes para os cargos eletivos, para o ressurgimento de um país mergulhado na lama, na improbidade e na insegurança. Faltam educação e saúde para os nossos filhos, para os idosos, para todos nós apesar de a constituição garantir esse direito. Vimos e ainda estamos vendo desmioladas ações que a nada levam e que ainda perturbam mais ainda o dia a dia do cidadão. Esperar por um candidato milagroso ou candidatos que possam fazer uma revolução, não de armas, mas de métodos e sistemas é por demais utópico. É chegada a hora de um protesto generalizado, talvez sufragando nas urnas os menos conhecidos, os que não têm ficha suja nem em andamento, os que podem dizer ao sistema que tudo está errado e que ninguém pode prometer consertar nem em médio prazo. É preciso um choque de princípios contra os desajustes sociais, profissionais, econômicos e políticos e uma enorme discussão pública sobre cada item necessariamente passivo de reforma. O Brasil tem jeito e sou candidato. Sou candidato a ver ainda grande parte disso acontecer. Sou candidato a ver de volta a credibilidade do brasileiro. Sou candidato a aplaudir os verdadeiros propósitos quando existirem. E finalmente sou candidato a ver a consciência, a minúcia, a vontade de saber escolher do povo brasileiro. Se tudo isto acontecer estarei eleito para um Brasil melhor.

Primeira Edição © 2011