Restaurante da rede Hard Rock na China é investigado por reter salários

14/08/2018 19:00

A- A+

EFE

compartilhar:

Funcionários de restaurantes da rede Hard Rock na cidade chinesa de Xangai apresentaram uma denúncia depois que a empresa reteve seus salários, que somam um importe total de quase 1 milhão de iuanes (US$ 146 mil), informou nesta terça-feira a imprensa local.

Segundo afirma o jornal "Shine", a comissão de arbitragem do distrito de Jing'an iniciou uma investigação e, além disso, a Hard Rock International, a empresa proprietária da marca Hard Rock, processou sua franquia nas cidades de Hangzhou e Xangai a fim de proteger sua marca.

O franqueado destes centros é a ADA Holdings, uma companhia registrada na Grã-Bretanha que operava os Hard Rock Café de Xangai e Hangzhou, duas filiais que foram fechadas em 28 de julho sem que fosse informado aos empregados e nem aos provedores.

Em 30 de julho, dois dias depois do fechamento dos cafés, o acionista e fundador da ADA Holdings, HRC World Plc, uma companhia cotada em NASDAQ Copenhague, informou um anúncio que afirmava uma mudança na sua estrutura operacional que envolvia a venda da HRC a Ásia Ltd.

De acordo com a informação publicada no site do HRC, o HRC Ásia é a companhia proprietária dos Hard Rock Cafés existentes em Xangai e Hangzhou.

O Hard Rock International negou qualquer relação ou afiliação com HRC World Plc e recusou fazer mais comentários sobre se privará a ADA Holdings do uso da marca Hard Rock Café na China ou se proporcionará ajuda os empregados e provedores que buscam o pagamento de seus salários e dívidas.

Primeira Edição © 2011