Conselho Municipal discute adequação de caixas de gordura

14/08/2018 18:51

A- A+

Secom Maceió

compartilhar:

Durante reunião ordinária do Conselho Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Compram), nesta terça-feira (14), foi apresentado o andamento do projeto de implantação e adequação das caixas de gordura em estabelecimentos comerciais de Maceió. O encontro foi realizado na sede da Prefeitura, em Jaraguá.

Segundo Leonardo Novaes, vice-coordenador do Compram, a discussão estará presente em ações conjuntas. “O objetivo aqui foi dialogar sobre a regulamentação do dimensionamento das caixas de gordura que, como foi apresentado pela Casal, está interferindo na rede de esgotamento sanitário. A Prefeitura vai analisar esta proposta, fazer um levantamento e regulamentar por meio da Sedet.  Com isso, haverá acompanhamento e fiscalização em conjunto para verificar esse problema”, explicou o assessor técnico da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial (Sedet).

De acordo com José Roberto Valois, engenheiro da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), o debate com o Compram visa reunir ideias, traçar o planejamento de fiscalização e orientar os estabelecimentos. “Estamos buscando um meio para que os prédios, principalmente bares, restaurantes, hospitais e casas comerciais, se responsabilizem pela criação de uma caixa de gordura adequada. Isso vai evitar que os resíduos sejam encaminhados para a rede coletora de esgoto, o que causa transbordamentos de dejetos nas ruas”, detalhou.

A segunda pauta da reunião foi a apresentação e aprovação da resolução que permite a utilização da rede de drenagem da Prefeitura para o recebimento de água do Rebaixamento do Lençol Freático, técnica utilizada na construção de prédios com subsolo para a retirada de água durante o processo de escavação.

Estiveram presentes os conselheiros do Município e os representantes das seguintes entidades: Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Alagoas (ABIH/AL), Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL), Sindicato da Indústria da Construção do Estado de Alagoas (Sinduscon) e Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES). O secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável, Gustavo Acioli Torres, e o superintendente de Limpeza Urbana, Jean Carlos, também participaram da reunião.

Primeira Edição © 2011