Projetos socioesportivos são apoiados

10/07/2018 16:29

A- A+

Ascom Semelj

compartilhar:

A formulação e execução de estratégias de desenvolvimento do esporte e lazer na capita é uma das atribuições da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (Semelj). Com esse propósito, o órgão apoia o programa de inclusão esportiva e social Viva Vôlei, da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), em parceria com o Banco do Brasil, e dá suporte a projetos de iniciação ao esporte, como a Escolinha Maceió Beach Soccer, lançada em junho, e o Grupo Cândido de Judô, que atende a 140 crianças e realiza suas atividades da sede da Guarda Municipal.

O programa Viva Vôlei funciona há cinco anos em Maceió, que é o 9º núcleo do programa no Brasil. As atividades são desenvolvidas no Ginásio Arivaldo Maia, no bairro do Jacintinho, e envolvem cerca de 100 crianças e adolescentes de 7 a 14 anos, matriculados em escolas da Rede Municipal de Ensino. As aulas acontecem duas vezes por semana, no contraturno escolar, e são ministradas por monitores e estagiários da Semelj.

O Viva Vôlei tem a aprovação do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) e para o prefeito Rui Palmeira, a atividade esportiva é fundamental para o desenvolvimento saudável e para a formação da cidadania. “É sempre muito importante levar perspectivas de futuro para essas crianças, seja por meio do esporte, da cultura ou do lazer, sobretudo aqui no Jacintinho, que é o bairro mais populoso da cidade de Maceió, onde há muitas grotas e áreas carentes. É necessário dar oportunidade para que essas crianças da rede pública municipal tenham acesso ao esporte, atividade importante para a formação do cidadão. Isso é o mais importante na atividade esportiva”, destaca o gestor.

Buscando complementar a carga horária da grade curricular dos alunos que estudam nas escolas municipais, a Semelj lançou, no início de junho, a Escolinha Maceió Beach Soccer. O trabalho conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e da Federação Alagoana de Beach Soccer.

Inicialmente, o projeto conta com 100 alunos dos 7 aos 14 anos da Escola Municipal Haroldo da Costa, do Conjunto Salvador Lyra. As aulas acontecem todas as terças e quintas-feiras (das 8h às 10h e das 15h às 16h30.

Segundo o secretário Daniel Mello, titular da Semelj, a escola e o esporte devem atuar sempre junto. “Essa iniciativa tem o objetivo de tirar muitas crianças da ociosidade, afastando-as das áreas de vulnerabilidade. Além disso, vai complementar a grade curricular das escolas. Começamos com o beach soccer, mas nas outras etapas, implantaremos as modalidades de beach tênis e vôlei de praia. Portanto, seguiremos com o nosso trabalho, descentralizando o esporte em toda a capital”, destacou.

O estudante Guilherme Lopes, de 11 anos, comenta ter ficado feliz com as aulas de Beach Soccer. “Estou achando essa quadra de areia muito legal. É uma coisa bem massa para jogar com os amigos e se divertir. Tenho a esperança de fazer pelo menos um gol hoje”, comentou animado.

No bairro do Vergel, a Semelj apoia o Grupo Cândido de Judô, em conjunto com a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs). O projeto socioesportivo atende 140 crianças e adolescentes na sede da Guarda Municipal e as aulas são ministradas pelo mestre das artes marciais Irã Cândido, que também é guarda municipal. “O apoio do poder público é fundamental porque aqui nós formamos vencedores. No último campeonato Norte/Nordeste, tivemos 22 atletas medalhistas, sendo 18 medalhas de ouro”, afirma o idealizador do projeto, mestre Irã Cândido.

Para participar do Grupo Cândido de Judô, basta comparecer à sede da Guarda Municipal, no bairro do Vergel, durante o horário das aulas (segundas, quartas e sextas-feiras à noite), acompanhado de um responsável legal e apresentar cópia e original da certidão de nascimento ou documento de identificação. No local, é feita uma entrevista que avalia critérios como a matrícula escolar e atualização do cartão de vacinas do interessado.

Primeira Edição © 2011