"Resolvido" o diesel? E a gasolina?

28/05/2018 08:43

A- A+

Geraldo Câmara

compartilhar:

                    É. A greve foi pontual. Resolveu...resolveu?... o problema do diesel e com uma enorme extensão de atenções aos caminhoneiros, o que foi plenamente justo. E, afinal de contas não poderia o Brasil continuar com os caminhões parados, o desabastecimento acontecendo em todos os setores, inclusive nos de saúde e o governo, acuado, sem saída mesmo, atendeu a todas as reivindicações. Perfeito! Esperamos agora que o desbloqueio aconteça de maneira rápida e que as cargas cheguem também rapidamente aos seus destinos o que, segundo os prognósticos  só normalizará totalmente entre oito e dez dias. Mas, assunto resolvido. E, como ficamos nós, pobres mortais com nossos veículos a gasolina vendo os preços nas bombas subirem diariamente e, segundo um dono de posto absolutamente correto, desde três dias atrás recebe gasolina com mais 29 centavos e até com mais 45 centavos. A política de aumentos da gasolina adotada pela Petrobrás vai continuar como era e os aumentos do combustível serão diários em todos os postos. Talvez até sejam maiores agora para que o governo faça frente ao acordo firmado com a classe dos caminhoneiros. Eles pararam o Brasil e nós paramos o que? Paramos nossos carros e enfrentamos o péssimo sistema de transportes em todo o país. Porque, tenham a certeza, o do diesel só foi resolvido porque a pressão atingiu patamares nunca vistos de paralisação de um país. Só há uma solução. Apelar para que os donos de carros "flex" não usem gasolina e forcem, com o álcool, uma violenta queda no consumo da gasolina o que poderia provocar uma oferta mais desejável e mais de acordo com o bolso do brasileiro.    

Primeira Edição © 2011