A Globo persegue Lula, como afirmam seus seguidores?

27/04/2018 15:19

A- A+

Romero Vieira Belo

compartilhar:

Os petistas não se cansam de acusar a TV Globo de agir como inimiga declarada de Lula, de perseguir obsessivamente o ex-presidente. Esse discurso contém algum fundo de verdade?

Bom, quando multidões foram às ruas pedir o impeachment de Dilma, dizia-se que as imagens transmitidas pela Globo eram seletivas. A TV dos Marinhos era contra a presidente petista e queria derrubá-lo a todo custo. Dilma terminou destituída.

Assumiu Michel Temer, surgiram as denúncias de Joesley Batista, e foi a vez dos aliados do novo presidente acusar: “É um noticiário massacrante, a Globo quer derrubar Temer”. Os petistas gostaram, evidentemente, mas silenciaram.

Aí foi a vez de Lula. Denunciado, investigado, julgado e condenado, acabou na prisão. Os partidários retomaram o discurso: “A Globo persegue Lula”. Dizem isso aqui no Brasil e em entrevistas para jornais e televisões do exterior.

Agora, o massacre migrou, o alvo é o senador Aécio Neves. A cobertura global chega a ser enjoativa. Revolveram tudo, fizeram uma completa devassa. Aécio caminha rumo ao patíbulo, e a cobertura incessante da TV Globo nunca foi tão devastadora.

Mas, a final, a Globo é contra quem? A resposta é única: contra ninguém. A Globo é a favor dela própria, e pronto. A explicação é simples: desde o impeachment de Dilma, o comando global notou que escândalo político melhora a audiência. O Jornal Nacional, que nos bons tempos liderava o Ibope com 55 pontos de audiência, havia despencado para 20 pontos. E reagiu com as bombas da Lava-Jato, alcançando a marca dos 30 pontos em média. É isso, simples assim. Afinal, se o alvo é Lula, se o inimigo comum é o líder petista, por que ‘bater’ na Dilma, no Temer e no Aécio, esses inimigos implacáveis do PT?

Não, a Globo não tem nada contra Lula. Tem a favor dela e de seus índices de audiência. A questão é que, comprovadamente, notícia ruim para Lula, Temer ou Aécio melhora o Ibope televisivo. E isso vem norteando a pauta do noticiário global.

 

Primeira Edição © 2011