MST ocupa Fazenda Esmeralda e reivindica desapropriação da área

07/03/2018 21:15

A- A+

Agência Brasil

compartilhar:

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupou na manhã de hoje (7) a Fazenda Esmeralda, entre os municípios de Lucianópolis e Duartina, no interior paulista, reivindicando que a área seja destinada para a reforma agrária. A fazenda pertence à empresa Argeplan, que tem como sócio João Baptista de Lima Filho.

Cerca de 350 pessoas participam da ocupação, informou o movimento. De acordo com Mariana Araújo, da coordenação do MST, a ideia é permanecer no local.

“Nossa meta é resistir na área e até já estamos nos organizando aqui para plantar alguma coisa. É uma área importante e com grande potencial de assentamento de reforma agrária”, disse.

O movimento diz que a ocupação da área foi motivada após a imprensa divulgar que, em delação premiada, os executivos da JBS Ricardo Saud e Joesley Batista teriam dito que a propriedade pertenceria ao presidente Michel Temer e estaria em nome de João Baptista de Lima Filho, da Argeplan. 

Em nota, o Palácio do Planalto disse que o presidente Michel Temer não tem propriedade rural. O representante da Argeplan informou que a empresa não irá se posicionar sobre a ocupação.

Primeira Edição © 2011