Reeducandos são preparados para o mercado de trabalho

Parceria entre Seris e Senac renova esperanças de custodiados que sonham com um futuro melhor

27/02/2018 11:23

A- A+

Assessoria de Comunicação

compartilhar:

A educação profissional abre portas para os egressos do sistema prisional alagoano e possibilita o retorno ao mercado de trabalho. Na última segunda-feira (26.2), o Senac, em parceria com a Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), certificou 32 apenados que concluíram o curso de Corte de Cabelo Masculino ministrado no Presídio Baldomero Cavalcanti e Núcleo Ressocializador da Capital. “Criamos oportunidades quando inserimos educação na vida das pessoas privadas de liberdade. O estudo e o trabalho são pilares essenciais para construir oportunidades. Agora, os reeducandos poderão ter um recomeço de vida digno a partir da educação profissional”, destaca Telma Ribeiro, Diretora Regional do Senac Alagoas .

O reeducando Roberto Félix, um dos concluintes do curso, reconhece as oportunidades provenientes da educação. “Para alcançarmos os nossos objetivos é necessário esforço e atitude. Trabalho na capinagem, mas sempre tive vontade de aprender a cortar cabelo. Quando surgiu a oportunidade de fazer o curso, não pensei duas vezes. Mais do que a remição da pena, busco perpetuar o aprendizado para ser alguém melhor”, destaca.

Para o secretário de Ressocialização, coronel PM Marcos Sérgio de Freitas, as parcerias são fundamentais para fomentar a reintegração social. “A parceria com o Senac fortalece ainda mais a gestão prisional e o papel dos agentes penitenciários. Mais do que uma oportunidade de trabalho após o cumprimento da pena, concluir um curso de educação profissional no cárcere significa tratar o reeducando com respeito e dignidade”, finaliza o secretário.

galeria de fotos seta

Primeira Edição © 2011