Ouvidoria do SUS descentraliza atendimento

20/02/2018 10:17

A- A+

Ascom SMS

compartilhar:

Empenhada em garantir ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) um canal de comunicação mais acessível à gestão municipal dessa área no município, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vem ampliando sua atuação, por meio da Ouvidoria do SUS em Maceió, no sentido de assegurar melhorias nas principais demandas relacionadas ao serviço ofertado.

Cumprindo com a atribuição de dar voz ao cidadão que faz uso dos serviços de saúde do município, a Ouvidoria do SUS em Maceió já disponibilizou, dentro da estrutura organizacional da SMS – dois pontos presenciais, descentralizando o recebimento de reclamações, denúncias, elogios, críticas e sugestões dos usuários, informações que contribuem diretamente para a melhoria na qualidade do atendimento.

Para facilitar o acesso à Ouvidoria, os pontos presenciais foram instalados no 2º Centro de Saúde Dr. Diógenes Jucá Bernardes (localizado na Praça da Maravilha) e no PAM Salgadinho, locais por onde passam muitos pacientes. O atendimento nos pontos presenciais da Ouvidoria é feito das 8h às 17h, sob a coordenação, avaliação e controle da Ouvidoria Geral do SUS.

“Essas duas unidades são consideradas como pontos estratégicos para a gestão municipal de saúde por registrarem regularmente uma grande circulação de pessoas. A instalação de pontos presenciais nesses locais teve como objetivo garantir mais comodidade ao usuário que queira se manifestar em relação ao serviço prestado no Município, fortalecendo a transparência e contribuindo para que as soluções sejam agilizadas, a partir de uma avaliação criteriosa e imparcial, respeitando a realidade de cada caso”, afirma a ouvidora do SUS em Maceió, Josiene Barbosa.

Localizada no prédio da SMS (Rua Dias Cabral, 569, Centro), a Ouvidoria do SUS em Maceió é considerada pelo Ministério da Saúde uma das melhores experiências da área no país e uma referência – para os demais órgãos municipais, além de outras cidades alagoanas – devido ao alto poder de resolutividade que vem apresentado ao longo dos anos. Entre as principais demandas recebidas estão o acesso a consultas e especialidades médicas, demandas por medicamentos, acesso a serviços de vigilância em saúde e questões de gestão e recursos humanos.

 

Primeira Edição © 2011