Programa para judocas deficientes tem apoio

Ação é uma parceria entre Faju, Semelj e Apae

07/02/2018 18:48

A- A+

Ascom Semelj

compartilhar:

Na tarde de terça feira (6), o secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude, Daniel Mello, recebeu o convite da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) para apoiar o projeto “Judô para todos”, desenvolvido pela Federação Alagoana de Judô (Faju) para fomentar o esporte entre atletas com deficiência.

O programa, que é fruto da parceria firmada entre Faju, Semelj e Apae, tem como objetivo promover o bem-estar e o desenvolvimento da pessoa com deficiência por meio de aulas semanais de judô. A Semelj irá disponibilizar tatames e quimonos para as atividades.

De acordo com o gestor da pasta, Daniel Mello, as parcerias são abertas para todas as instituições que procurarem o auxílio da Prefeitura de Maceió. “Nossa meta é manter o nível dos projetos e universalizar para todas as instituições e associações. Mais uma atividade que estamos apoiando em prol do bem-estar da população”, ressalta Mello.

Segundo o coordenador de eventos da Faju e do “Judô para Todos”, Felipe Vasconcelos, é importante ter parceiros engajados em projetos inclusivos. “O primeiro contato que eu tive com a Semelj foi na ação do Praia Acessível e desse dia para cá, tinha certeza que iríamos trabalhar em conjunto. Estamos muito felizes por essa parceria”, explica Felipe.

O projeto

Desenvolvido pela Federação Alagoana de Judô (Faju), apoiado pela Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (Semelj) e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, “Judô para todos” terá a primeira aula no dia 16 de março, na sede da Apae, que fica localizada na Rua Radialista Haroldo Miranda, no bairro do Prado. Serão disponibilizadas aulas semanais de judô para pessoas com deficiência. Além disso, os alunos poderão participar de eventos nacionais e internacionais desenvolvidos pela Federação.

Primeira Edição © 2011