Jacaré nocauteia Brunson após duas cirurgias

28/01/2018 10:55

A- A+

Combate.com

compartilhar:

Se demorou dez lutas para que o Brasil pudesse ter a primeira vitória de 2018, ela ao menos veio em grande estilo. No sábado (27), na luta principal do UFC Charlotte, Ronaldo Jacaré voltou a nocautear Derek Brunson - já tinha feito em 2012, pelo Strikeforce -, desta vez com um chute alto que levou o rival à lona em combate que durou 3m50. Após o nocaute técnico, Jacaré se sentou no cage e chorou. Visivelmente emocionado, na cabeça possivelmente passou as imagens do período que passou se recuperando das cirurgias no peito no ano passado.

- Me sinto ótimo. Passei por duas cirurgias, oito meses atrás estava no hospital, minha esposa ia ao hospital todo dia me dar banho. Hoje é meu aniversário de casamento, Larissa, eu te amo! Treinei com caras muito bons na nova academia, somos uma família agora - disse Jacaré, citando as cirurgias e agradecendo aos novos treinadores depois de trocar a X-Gym no Rio de Janeiro pela Flórida, nos Estados Unidos.

Número 3 do ranking peso-médio (até 84kg), Ronaldo Jacaré vinha de derrota para o hoje campeão linear Robert Whittaker. A divisão terá no dia 10 de fevereiro um campeão interino, na luta entre Yoel Romero e Luke Rockhold em Perth, na Austrália. Agora, o brasileiro sonha estar perto da luta pelo cinturão, oportunidade que ainda não teve na organização. O cartel de Ronaldo Jacaré tem agora 25 vitórias e cinco derrotas.

UFC Charlotte

CARD PRINCIPAL
Ronaldo Jacaré venceu Derek Brunson por nocaute técnico aos 3m50s do R1
Andre Fili venceu Dennis Bermudez por decisão dividida (29-28, 27-30, 29-28)
Gregor Gillespie venceu Jordan Rinaldi por nocaute técnico aos 4m46s do R1
Drew Dober venceu Frank Camacho por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
CARD PRELIMINAR
Bobby Green venceu Eric Koch por decisão unânime (triplo 29-28)
Mirsad Bektic venceu Godofredo Pepey por nocaute técnico aos 2m47s do R1
Katlyn Chookagian venceu Mara Romero Borella por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
Randa Markos venceu Juliana Lima por decisão unânime (triplo 30-27)
Ji Yeon Kim venceu Justine Kish por decisão dividida (29-28, 28-29, 30-27)
Vinc Pichel venceu Netto BJJ por decisão unânime (triplo 29-28)
Niko Price venceu George Sullivan por finalização aos 4m21s do R2
Cory Sandhagen venceu Austin Arnett por nocaute técnico aos 3m48s do R2

 

Primeira Edição © 2011