Obra do Hospital da Mulher gera mais de 100 empregos diretos em Maceió

Trabalhadores comemoram abertura de postos de trabalho com obras que Governo de Alagoas vem proporcionando com novas unidades de saúde

23/01/2018 11:49

A- A+

Agência Alagoas

compartilhar:

Orçado em R$ 24 milhões, o novo hospital está sendo construído ao lado da Maternidade Escola Santa Mônica, no bairro Poço, ocupando área de 11.833 mil metros quadrados, distribuídos em oito pavimentosOrçado em R$ 24 milhões, o novo hospital está sendo construído ao lado da Maternidade Escola Santa Mônica, no bairro Poço, ocupando área de 11.833 mil metros quadrados, distribuídos em oito pavimentosThiago Henrique

 

Em fase de conclusão, o Hospital da Mulher, que integrará a Rede de Atenção à Saúde Materna e Infantil do Estado, tem impactado diretamente no saldo positivo de empregos diretos, beneficiando famílias e contribuindo para a geração de renda à população. Ao todo, 100 operários estão trabalhando na obra e a previsão é que até sua conclusão, ainda neste semestre, o número seja de 150. O anúncio foi feito pelo gestor da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Christian Teixeira, na segunda-feira (22), durante visita técnica ao hospital, acompanhado do governador Renan Filho.

Entre os profissionais envolvidos estão serventes, auxiliares, pedreiros, mestres de obras, arquitetos, engenheiros e outros profissionais empenhados no sucesso do hospital, que já é considerado um dos maiores investimentos em saúde do Estado, juntando-se ao Hospital Metropolitano, também em Maceió, e o Regional do Norte, em Porto Calvo.

Felipe Francisco Ribeiro, de 23 anos, que estava desempregado há quase um ano, foi contratado como ajudante de obra recentemente para atuar na área de manutenção da rede elétrica e hidráulica do Hospital da Mulher e diz que o emprego veio em boa hora.  “A melhor coisa que aconteceu em minha vida no ano passado foi voltar ao trabalho. Estava complicado lá em casa, as contas chegando e esse emprego veio no momento certo”, contou.

Assim como Felipe, José Marcelo dos Santos, de 36 anos, também conquistou uma vaga de servente, graças à construção do hospital, visto que estava desempregado há seis meses. “Realizei o sonho, voltando ao batente e trazendo dignidade e alegria para minha família com o suor do meu trabalho. Fico feliz por participar dessa construção, que vai beneficiar muitas mulheres alagoanas”, comemora. “Todos os trabalhadores têm Carteira de Trabalho assinada e recebem um adicional pela produção que contribui com o progresso do cronograma da obra”, disse o assessor de engenharia da Sesau, Guilherme Soares.

 


De acordo com Christian Teixeira, com a construção da nova unidade hospitalar, Alagoas está tendo a oportunidade de ter o primeiro equipamento especializado em cuidar da saúde da mulher alagoana, desde o planejamento familiar, exame pré-natal e acompanhamento à criança.

“Com a construção desse novo empreendimento, estamos mostrando não só para o Nordeste, mas para o Brasil, que o alagoano volta a viver com sua autoestima elevada. Estamos procurando enfrentar os desafios de cabeça erguida e mostrando para o cidadão que vale a pena pagar os impostos, que estão sendo revertidos em serviços de saúde pública. Comprometo-me, ao lado do governador Renan Filho, fazer uma saúde mais célere e qualificada para atender melhor os usuários do SUS”, destacou o gestor.

 

Primeira Edição © 2011