Secretaria informa sobre dispensação de penicilina

05/01/2018 16:06

A- A+

Ascom SMS

compartilhar:

A Penicilina G Benzatina, um importante antimicrobiano utilizado no tratamento de diversas doenças em todos os níveis de atenção em saúde, encontra-se escasso no mercado nacional, em decorrência da dificuldade na produção e compra do princípio ativo. Apesar disto, em setembro de 2016 a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu no Ministério da Saúde um quantitativo de ampolas, que, somado à que já havia comprado com recursos próprios, é suficiente para atender a demanda de tratamento dos casos de sífilis por pelo menos 18 meses.

Considerando então a situação atual de abastecimento e a grande incidência de casos de sífilis em Maceió, a Gerência Municipal de Infecções Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites Virais (IST/Aids/HV) recomenda a utilização da Penicilina G Benzatina como primeira opção para todos os casos de sífilis adquirida, gestantes ou não, exceto neurossífilis. O medicamento também passa a ser indicado para o tratamento de febre reumática e erisipela, doença infecciosa e não contagiosa caracterizada por feridas vermelhas, inflamadas e dolorosas na pele, especialmente nos membros inferiores.

“A investigação laboratorial e controle de cura são imprescindíveis para evitar o uso desnecessário de antibiótico, mas em situação que haja riscos para terceiros ou dificuldades para conclusão do diagnóstico, como na gestante ou em pessoas privadas de liberdade, o tratamento deve ser iniciado prontamente, mesmo com a utilização de apenas um exame, como o teste rápido”, explica Tereza Carvalho, gerente do programa municipal de IST/Aids/HV de Maceió.

O protocolo de tratamento da sífilis secundária também foi alterado, passando a ser feito com três doses, sendo extinto o esquema com duas doses.

Dispensação

A dispensação da Penicilina G Benzatina será feita em todas as unidades de saúde municipais e a administração deve ser feita na própria unidade dispensadora, sempre que possível. A administração de Penicilina não traz riscos de anafilaxia maior que outras medicações rotineiras, como analgésicos, anti-inflamatórios e anestésicos locais. Nos serviços onde há administração de qualquer medicação injetável, é possível também a administração de penicilina.

Cabe ao farmacêutico da unidade verificar os requisitos para dispensação da Penicilina G Benzatina, que dizem respeito à apresentação de receita com prescrição do medicamento. Na receita deverá constar obrigatoriamente o número da notificação de sífilis ou a indicação do tratamento para os demais casos (profilaxias de febre reumática e erisipela).

Primeira Edição © 2011