Acusado de matar mulher por furtos será julgado à revelia

De acordo com a denúncia, a vítima caminhava, sem desconfiar, junto com o réu, quando foi morta por disparos de revólver

10/10/2017 12:42

A- A+

Imprensa TJ AL

compartilhar:

A 4ª Vara Criminal de Penedo leva a júri popular, nesta quarta-feira (11), o réu Genival da Conceição, pelo assassinato de Leila Regina Santos, em 2008. A sessão de julgamento será conduzida pelo juiz Antonio Rafael Wanderley Casado, e está prevista para começar 8h. O acusado está foragido e será julgado à revelia (sem sua presença).

O motivo do crime seriam pequenos furtos de objetos do réu, praticados pela vítima, que estava hospedada na casa do de Genival, segundo testemunhas, mas não tinha parentesco. Uma das pessoas ouvidas relatou que o réu afirmou que Leila teria furtado uma roupa.

De acordo com a denúncia, na madrugada de 13 de dezembro de 2008, sem desconfiar, a vítima caminhava com o acusado em estrada de acesso ao Povoado Ponta Mufina, zona rural de Penedo, junto com a esposa do réu (também acusada, porém em processo separado). No caminho, Leila foi morta com tiros de revólver calibre 38.

Matéria referente ao processo nº 0000660-59.2013.8.02.0049

Primeira Edição © 2011