CSA vence o Remo e conquista classificação virtual

12/08/2017 19:55

A- A+

Globo.com

compartilhar:

  • SOBRANDO

    O CSA encaminhou a classificação para os mata-matas da Série C. Fez um jogo seguro em Maceió, sem sustos. Neste sábado, o Azulão mandou nos dois tempos e venceu o Remo por 2 a 0, gols de Rafinha e Didira. Chegou a 27 pontos e manteve a liderança isolada do Grupo A. Melhor, abriu nove pontos para o time paraense. O Azulão está muito perto de garantir até matematicamente uma vaga na segunda etapa do Brasileiro. O Leão ficou nos 18 pontos, está em quarto, mas pode ser ultrapassado até o desfecho da 14ª rodada.

  • A PRÓXIMA

    O CSA volta a jogar no próximo sábado, às 17h, contra o Confiança, em Aracaju. Em Belém, o Remo recebe o Botafogo-PB no dia 20, às 18h, no Mangueirão.

  • 1º TEMPO

    O CSA foi melhor no primeiro tempo. Tomou conta, mas não teve tantas chances claras. Chegou mais na bola parada. Aos sete minutos, Daniel Costa cobrou escanteio e Jorge Fellipe não chegou. Levou perigo. O Remo estava fechado, mas não segurou a pressão. Aos 35 minutos, Rafinha bateu uma falta do meio da rua e acertou no cantinho. Ela ainda tocou na trave antes de entrar. Três minutos depois, Thales teve um gol anulado. O zagueiro do Azulão estava impedido. O Remo fez uma troca ainda na etapa inicial. Léo Goiano trocou Ilaílson por Flamel. Antes do fim, Michel quase marcou o segundo gol de falta.

  • 2º TEMPO

    O segundo tempo teve um ritmo parecido com o primeiro. Incisivo,o CSA continuou com muito mais posse de bola. Criou logo aos sete, com Michel. Dick cruzou e o atacante desviou de cabeça. Bela defesa de Vinícius. Teve mais. Daniel Costa quase marcou num chutaço de longe, e, na sequência, Edinho acertou a trave. Ele recebeu um passe de Daniel na área e bateu rasteiro, no poste, aos 23 minutos. O CSA teve outra chance com Edinho, que entrou livre, mas finalizou em cima de Vinícius. Aos 39, o desfecho. Edinho deu um belo toque por cima e Didira tirou de Vinícius com um toquinho de cabeça. A bola morreu mansa no gol do Leão.

Primeira Edição © 2011