Cães gordinhos podem viver muito menos, revela especialista

08/08/2017 11:59

A- A+

Patas ao Alto

compartilhar:

Um cão gordinho, apesar de parecer fofo, na verdade tem a expectativa de vida menor. Além de diabetes, a gordura em excesso pode desenvolver problemas cardiorrespiratórios e ortopédicos, por não aguentar o próprio peso.

A veterinária Carla Maion, especializada em nutrição e coordenadora técnica da Pet Nutri da Health For Pet, reforça que a expectativa dos bichos porpeta diminui, e conta sobre os problemas de articulação que eles podem ter.

“O excesso de peso pode limitar o movimento e a prática de atividade física, antecipar o surgimento de lesões articulares ou agravar as pré-existentes como em coluna, quadril e ombros”

“O animal pode ter menos tolerância a dias quentes ou durante a prática de atividades físicas, cansaço fácil, ofegância, redução do ritmo e até dificuldade respiratória. A dificuldade respiratória também pode ocorrer à noite, se manifestando na forma de ronquidão”.

Como resolver?
Apenas dieta não é o suficiente. É preciso mudanças de hábitos e a prática de atividades físicas. Estabeleça uma rotina de atividades com seu amigo. Comece com uma caminhadinha leve e vá aumentando.

Você vai ter que reavaliar os hábitos dele, se quiser que seu amigo viva mais e melhor.; Procure ração light, dê a medida certa – há balancinhas que te ajudam a medir os gramas corretos da porção, e corte todos os beliscos extras, como bifinhos e guloseimas.

Sou gordinha tb. Em casa, ao cortar os beliscos, minha mãe me dá cenoura crua e às vezes maçã, entre as refeições, o que faz muito bem para nossa saúde.

Primeira Edição © 2011