Da cueca à mala com chip

19/05/2017 11:10

A- A+

Geraldo Câmara

compartilhar:

                 Pois é! A evolução no mundo é algo impensável porque realmente não tem limites. Quem não se lembra do cidadão que foi flagrado levando propina dentro da sua própria cueca, numa mistura de dinheiro com seu órgão genital, no mínimo, reprovado por qualquer bacteriologista de sã consciência. Agora, a Polícia Federal está muito mais bem munida de soluções e, de acordo com os delatores premiados - antigamente chamados de dedos duros - os receptadores de grana em malas já vão com chips que os colocam na trilha do destino final do conteúdo daquela cibernética mala do Século XXI. Isto sem falar nos minúsculos e eficientes gravadores.  Portanto, vejam que as tramas urdidas, não estão mais só nos porões palacianos, mas abertamente nos gabinetes mais vips de corruptos e corruptores, todos unidos pelo mesmo ideal de atingir metas bilionárias retirando mais e mais as possibilidades do povo brasileiro de ter melhor saúde e uma educação mais primorosa, dentre outras coisas de que o cidadão comum precisa. O cidadão comum, porque o grande, o metido nas tramóias do poder, não precisa de nada. Tem tudo e mais ainda, aqui no país e nos paraísos fiscais espalhados pelo mundo. O que esperamos é que, agora, quando os pingos começam a ser colocados nos "ii" a minoria que pratica o combate à corrupção continue fuçando das cuecas às malas e maletas chipadas.  

Primeira Edição © 2011