Prefeitura alinha últimos detalhes para contratação de cooperativas

17/05/2017 16:41

A- A+

Ascom Slum

compartilhar:

A coleta seletiva domiciliar está perto de virar realidade em Maceió. Ainda este mês, a Prefeitura de Maceió assinará o contrato com quatro cooperativas de recicladores, que passarão a atender a população de casa em casa. Nesse primeiro momento, 16 mil residências serão atendidas e a meta é que esse número chegue a 60 mil nos próximos quatro anos.

Durante esta semana, a Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (Slum), órgão responsável pela contratação, se reuniu com as presidentas das cooperativas para alinhar os últimos detalhes do processo.

“As cooperativas tiveram que se adequar para garantir toda a organização necessária para tocar essa importante atividade. Esse será um marco para Maceió. A Prefeitura vai garantir que a coleta seletiva ocorra de forma adequada e profissional, aproximando o trabalho das cooperativas, que é uma orientação do Plano Nacional de Resíduos Sólidos”, garantiu Davi Maia, gestor da Slum.

Slum se reúne com cooperativas de recicladores para alinhar últimos detalhes da implantação da coleta seletiva domiciliar. Foto: Sarah Mendes/Ascom Slum

Slum se reúne com cooperativas de recicladores para alinhar últimos detalhes da implantação da coleta seletiva domiciliar. Foto: Sarah Mendes/Ascom Slum

O projeto também prevê a criação de Pontos de Entrega Voluntária, como os que já existem em três pontos estratégicos da cidade, sendo uma na Praça da Faculdade, uma na Avenida Paulo Holanda, em frente ao Hospital Universitário, e a terceira na orla de Pajuçara.

As estações são contêineres que dispõem de espaços para a entrega de materiais recicláveis, que, após a doação feita pela população, são coletados e destinados adequadamente para a reciclagem. A Prefeitura trabalha para ampliar o projeto e levar as estações para outras localidades estratégicas.

Primeira Edição © 2011