Clientes da Caixa podem trocar pontos do cartão por dinheiro

05/02/2017 09:17

A- A+

Exame.com

compartilhar:

Os clientes da Caixa Econômica Federal têm uma nova opção para conseguir renda extra: trocar pontos do cartão de crédito por dinheiro. A alternativa está disponível desde 1º de fevereiro, mas, por ora, apenas para quem utiliza os cartões Mastercard, Elo e Visa das modalidades Internacional, Gold, Platinum, Infiniti e Black.

Trata-se de uma parceria entre a Caixa e o programa de fidelidade InMais. É a primeira vez que um dos cinco maiores bancos do país permite que os correntistas troquem pontos do cartão por dinheiro.

Outros grandes bancos, como o Santander, permitem que o cliente transforme os pontos em crédito na fatura, mas não disponibilizam o valor em conta corrente para ser utilizado para saque, por exemplo. Até então, o InMais tinha parceria apenas com instituições financeiras regionais, como o BRB, de Brasília.

Funciona assim: o cliente Caixa deve se cadastrar no site do InMais e receber uma senha de acesso; em seguida, os gastos com o cartão do banco vão gerar pontos, de acordo com as regras de cada plástico (veja todas elas); a partir de 4.000 pontos na Caixa, já é possível solicitar a transferência para o InMais através da central telefônica do banco (08009409009 ou 4004-9009).

Uma vez que os pontos estão no InMais, o sistema permite trocá-los por produtos, como móveis e eletrodomésticos, ou serviços, como recargas de celular e ingressos de cinema. Há ainda a opção de transformar os pontos em dinheiro, que é depositado direto em conta corrente ou em cartão pré-pago.

Cada ponto InMais equivale a um centavo, assim é possível saber exatamente quanto em reais representam seus pontos. E para resgatar os pontos em dinheiro, é cobrada uma taxa de 3,50 reais, ou 350 pontos. Ou seja, se o cliente Caixa transferir 4.000 pontos para o InMais e quiser transformá-los em dinheiro, receberá 36,50 reais (40 reais dos pontos menos 3,50 de taxa). O prazo médio para que o valor seja creditado em conta ou em cartão pré-pago é de 48 horas.

Um detalhe importante é que, uma vez transferidos para o InMais, os pontos nunca expiram. “A ideia é que as pessoas possam enxergar os pontos do cartão não apenas como uma opção para conseguir passagens aéreas, por exemplo, mas também como uma alternativa de renda extra, que poderá ser utilizada para coisas do dia a dia, como pagar contas”, diz Vinícius Rossignoli, gerente de marketing do In Mais.

Primeira Edição © 2011