Alagoas oferece boas opções para a prática de turismo de aventura

12/07/2013 07:16

A- A+

Divulgação

compartilhar:

Quer se aventurar? Em Alagoas, você escolhe se é na terra, na água ou no ar. A Secretaria de Estado do Turismo apresenta indicações sobre o turismo de aventura e onde é possível aproveitar para radicalizar e liberar adrenalina.

Não importa a idade do praticante, se tem 8 ou 80 anos, em Alagoas, os cenários são ideais e convidativos para os que gostam e buscam na natureza momentos de reflexão, contemplação e vivência da cultura ao ar livre.

Na água, destacam-se quatro modalidades: mergulho, canoagem, cachoeirismo e passeio de barco. O mergulho é uma boa opção em Maragogi e Paripueira. Indo para o litoral Sul, a atividade pode explorar os naufrágios na Praia do Francês, em Marechal Deodoro. Já o plana-sub, emocionante atividade em que a pessoa se segura numa prancha e é puxada por uma lancha, aparece como alternativa. Na Barra de São Miguel, o mergulho panorâmico (flutuação) é bastante praticado.

Vários recantos são favoráveis à prática de canoagem. Em Maragogi, é feita no meio da vegetação nativa; na Barra de São Miguel, pelo Rio Niquim até a piscina natural marinha. Na lagoa de roteiro, é entre as trilhas alagadas do manguezal e em Delmiro Gouveia, a atividade é praticada no Rio São Francisco, que tem o 5º maior cânion navegável do mundo.

O cachoeirismo revigora as energias. Em Viçosa, Murici e Ibateguara, os cenários são ideais para praticar a modalidade. A natureza reina em harmonia, em reservas de Mata Atlântica, trilhas e cachoeiras, o que torna o ambiente propício para vivenciar momentos de emoção.

O passeio de barco às piscinas naturais de Maragogi, Japaratinga e Maceió oportuniza contemplar a vida marinha, assim como navegar pela Praia do Francês e conhecer a riqueza do lugar. Nas lagoas Mundaú, Manguaba, Roteiro e Jequiá, os barcos circulam entre vilarejos de pescadores, manguezal, ilhas e canais. Além de tudo isso, passear de barco típico, percorrendo os últimos 13 km do Rio São Francisco até sua foz é um passeio imperdível.

Alagoas convida à exploração de trilhas, cicloturismo, observação e off-road

A natureza alagoana, além de bela, é generosa em diversidade. Oferece quatro modalidades que proporcionam experiências emocionantes de aventura na terra: trilhas, cicloturismo, observação da vida silvestre e off-road.

As trilhas alagoanas apresentam cenários de extrema beleza. Em Delmiro Gouveia, caminhando pelo cânion do rio São Francisco, chega-se à primeira hidrelétrica da América Latina. Já em Piranhas, as trilhas ecológicas são contornadas pela caatinga e repletas de histórias da era do Cangaço. Em Murici, você tem a oportunidade de adentrar numa reserva de Mata Atlântica.

Para quem gosta de exercitar-se enquanto se diverte, uma excelente alternativa é o cicloturismo, atividade saudável que traz benefício ao corpo e alivia o stres. Em cada canto visitado, em cada parada para um descanso novas culturas ao ar livre são descobertas.

A observação da vida silvestre é uma opção que faz respirar fundo de admiração e encanto, pois Alagoas é privilegiada com a diversidade da flora e da fauna. Murici, Pindoba, Pilar e União dos Palmares são lugares com áreas preservadas e habitadas por uma infinidade de aves endêmicas e exemplares raros. Esta atividade ocasiona um misto de contemplação e oportunidade de interagir plenamente com a natureza.

Já o off-road, que se pratica num superbuggy ou buggy, é um passeio fascinante. Piaçabuçu oferece o cenário ideal, com 21 km de extensão emoldurados por coqueiral, floresta de restinga e dunas, terminando na foz do rio São Francisco. Ainda se pode vivenciar a divertida aventura do ski-pança e ski-bunda, atividade que consiste em descer, em cima de uma prancha, do alto das dunas douradas.

Modalidades de aventura estão em alta em Alagoas

A prática modalidades de aventura em Alagoas tem atraído adeptos de várias regiões do Brasil. Parasail, rapel, arvorismo e tirolesa estão em alta, contribuindo, assim, para o desenvolvimento do turismo em Alagoas.

Parasail é executado na Região do Baixo São Francisco, em Piaçabuçu, a 135 quilômetros de Maceió. Imagine voar os 21 quilômetros pela praia deserta do Peba, seguindo em direção à Foz do Velho Chico, a uma altura de 80 metros, observando toda a exuberância da região.

Rapel é praticado em Delmiro Gouveia, distante 283 Km da Capital, no magnífico Cânion do Rio São Francisco, que serviu de cenário para a novela Cordel Encantado, da TV Globo, e também na Barra de São Miguel, do alto de uma ponte sobre a Lagoa do Roteiro, sensacional.

O arvorismo segue a mesma linha, tendo como locais ideais Maragogi, no Litoral Norte, a 125 quilômetros de Maceió, e Barra de São Miguel, a apenas 35 Km da Capital, onde o praticante pode vislumbrar do alto das árvores cenários paradisíacos.

Por último, tirolesa, em Maragogi, segundo polo turístico de Alagoas, conhecido por suas belas praias; no Cânion do Rio São Francisco, entre os municípios de Delmiro Gouveia e Olho D´Água do Casado ( o cenário é espetacular) e também no município da Barra de São Miguel, cujas belezas naturais enchem os olhos dos turistas, sobretudo dos adeptos das modalidades de aventura.

Primeira Edição © 2011