Rádio Primeira Edição - Ouça agora!

notícias > Brasil/Mundo setas

Mulher encontrada viva em Bangladesh sobreviveu graças a comida seca

Mulher identificada como Reshma contou que conseguiu sobreviver porque havia comida seca em um local próximo onde ela estava.

10/05/2013 14:34

A- A+

Uol

compartilhar:

Poucas horas após ter sido resgatada, a mulher que sobreviveu depois de ter ficado presa por 17 dias entre os escombros de um prédio que desabou em Bangladesh conversou com repórteres do hospital onde está internada e contou detalhes de como conseguiu se manter viva.

A mulher identificada como Reshma contou que conseguiu sobreviver porque havia comida seca em um local próximo onde ela estava. Ela se alimentou assim por 15 dias.

"Nos últimos dois dias, eu só tinha água. Eu bebia pouquinho para não desperdiçar tudo", disse.S

A sobrevivente foi localizada nesta manhã pelas equipes de resgate, que relataram que lhe deram água e biscoitos. O resgate foi mostrado ao vivo por emissoras de TV do país. Ela saiu em uma maca e foi carregada a uma ambulância, recebendo uma máscara de oxigênio.

Durante os dias nos escombros, a mulher tentou chamar a atenção das equipes de resgate.

"Eu ouvi as vozes dos trabalhadores de resgate nos últimos dias. Eu ficava batendo nos escombros com pedaços de madeira para chamar a atenção deles", contou. "Eu nunca imaginei que veria a luz do dia de novo", completou.

A sobrevivente foi encontrada no segundo andar do prédio que desabou, dentro de um salão de orações.

O desabamento de um complexo têxtil de nove andares perto de Dacca, em Bangladesh, deixou, até agora, 1006 mortos. 

* campos obrigatórios

  • Enviar »

@primeiraedicao seta

anterior proximo
  • João Julio da Silva

    Mulheres propõem greve de sexo para acabar com a guerra http://t.co/2uYX9iRLRm via @primeiraedicao

  • João Julio da Silva

    Saiba quais estados terão lei seca no segundo turno http://t.co/lMIGMrCIrb via @primeiraedicao

  • João Julio da Silva

    Aécio visita túmulo do avô na véspera da eleição http://t.co/UrJQv6yt0H via @primeiraedicao

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Primeira Edição © 2011

Plus! Agência Digital