Alta temporada consagra Maceió como destino turístico preferencial

Cerca de 250 mil visitantes são esperados, mas cidade precisa oferecer atendimento de melhor nível

21/01/2013 07:14

A- A+

Luciana Martins - Jornal Primeira Edição

compartilhar:

Cerca de 250 mil turistas, procedentes de estados brasileiros e do exterior, devem passar por Maceió ao longo desta temporada. Estes são dados da Secretaria Estadual de Turismo (Setur) que comemora, já neste começo de alta estação, o sucesso de Alagoas como um dos principais destinos turísticos do País.

A secretária-adjunta de Turismo, Raquel Tenório, informa que o fluxo de passageiros no mês de novembro no Aeroporto Zumbi dos Palmares cresceu 26,8%, comparado ao mesmo período do ano anterior, e assinala que o acumulado no período de janeiro/ novembro de 2012 foi de 1 milhão e 544 mil desembarques.

Luciana MartinsEla lembra também o grande contingente de turistas que chegam a capital vindos nos cruzeiros: “Nesta temporada serão 13 navios de grande porte em 20 viagens, totalizando 48 mil turistas. Mas a maior parte desses visitantes vem por via aérea e são originários, principalmente, de São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Minas Gerais”.

Raquel acrescenta que não há como mensurar quanto cada turista gasta enquanto ele está no destino, mas a média ponderada fica em torno de R$ 100 por dia, não se tratando, porém, de dado oficial. “Não há pesquisa que revele tal valor, os dados que temos são apenas do turista de eventos, e esse dispende, diariamente, uma média de 285 dólares”.

ATRATIVOS

Miguel GoesQuem visita Alagoas pode conhecer não somente praias do nosso litoral – situadas entre as mais belas do Brasil – mas também as cidades históricas de Marechal Deodoro, Penedo e Piranhas. “Temos muita história no nosso Estado, e o turista que dispuser de tempo, pode conhecer o litoral e um pouco da história de Alagoas e do Brasil”.

A secretária lembra que o visitante pode acessar o site da Secretaria de Turismo e se inteirar sobre a programação cultural do Estado. Em Maceió o turista também pode conhecer os museus da Imagem e do Som e o Théo Brandão, os tradicionais mirantes e fazer um city tour agradável. “Tem receptivo que faz esse passeio, um tour pela cidade e depois segue para as praias”.

Raquel reconhece que a programação cultural ainda é restrita, mas acredita que a nova gestão do prefeito Rui Palmeira dará uma atenção especial à cultura da capital. “Muitas vezes, o turista chega à cidade, quer assistir a um espetáculo, quer conhecer o folclore, mas não tem muita oportunidade. Por isso, espero que a gestão de Rui Palmeira invista mais em nossa atividade cultural”.

Serviço ainda é precário; curso prepara empresário

Em belezas naturais e mesmo em aspectos culturais, Maceió já se consagrou como destino turístico, mas nem tudo é positivo nessa área. Todo turista precisa ser bem servido, mas por aqui o atendimento ainda deixa a desejar. Não raros visitantes reclamam da falta de estrutura dos bares, de restaurantes à beira mar, onde o nível do atendimento é precário. Isso sem falar nos taxistas que exploram os visitantes sem atentar para os danos que ocasionam.

Segundo a secretária-adjunta, isso pode mudar porque cursos estão sendo oferecidos e os empresários se mostram interessados. “Nós da Setur fazemos todos os anos parcerias com o sistema S para oferecer cursos na área de turismo para todo o Estado”. Contudo, algumas ações dependem mais do Município, como, por exemplo, a coleta do lixo e a limpeza das praias. “Essa é uma atribuição da Prefeitura e o Estado não pode intervir”, ressalta Raquel lembrando que “o transporte urbano também é um serviço da esfera municipal”.

Ela reconhece, inclusive, que é preciso qualificar a mão de obra em Alagoas. “Temos muito o que fazer ainda quando se trata de qualificação e capacitação no turismo, mas, já melhoramos muito. Antes recebíamos bem mais reclamações e, hoje, o empresário cada vez mais está tendo essa consciência”.

Conforme salienta, “o empresário alagoano já tem consciência de que o serviço, a recepção, o atendimento, tudo isso é da maior importância para envolver e cativar o turista, pois quem chega aqui e não se sente bem atendido, não volta mais”.

Hotelaria alagoana é destaque

Turistas elegeram os melhores hotéis e pousadas do país. A eleição foi realizada no maior site de viagens, dicas e recomendações de hotéis do mundo, o Trip Advisor.

Entre os eleitos, cinco empreendimentos estão localizados no Estado de Alagoas. De Norte a Sul, a hotelaria é destaque pela qualidade dos serviços. Vinte e cinco hotéis foram indicados como os melhores da América Latina – e lá está o Salinas de Maragogi, no extremo litoral norte de Alagoas. Na indicação entre os melhores do Brasil, o Salinas de Maragogi entra novamente, só que, agora, acompanhado do Hotel Radisson, localizado em Maceió.

Os empreendimentos de pequeno porte também tiveram destaque, e Alagoas emplacou o Kenoa no quarto lugar da categoria luxo. O empreendimento fica situado ao sul do Estado, na Barra de São Miguel, um dos cartões postais mais visitados. Para a secretária de Estado do Turismo, Danielle Novis, a região da Costa dos Corais – segundo polo turístico e hoteleiro de Alagoas – e a região de Lagoas e Mares do Sul estão recebendo o reconhecimento do público.

Primeira Edição © 2011