'Gato bandido' está 'perdido' dentro do CCZ de Arapiraca

CCZ não sabe identificar animal e pedem que agentes compareçam ao local para identificá-lo. Protetores animais temem por eutanásia

09/01/2013 08:04

A- A+

Redação

compartilhar:

O felino que ficou conhecido em Alagoas e no Brasil como o ‘gato bandido’ depois que agentes penitenciários do presídio Desembargador Luiz de Oliveira Souza, em Arapiraca/AL, encontraram o animal dentro do complexo penitenciário com fitas adesivas enroladas em seu corpo com brocas, serras e celular que seriam destinados aos detentos, está ‘perdido’ no Centro de Controle de Zoonoses de Arapiraca (CCZ de Arapiraca).

Os apelos de protetores e entidades em defesa dos animais são muitos, as correntes nas rede sociais movimentam várias Estados brasileiros, todos querem saber como está o gato encontrado no presídio de Arapiraca, mas até o momento os funcionário do CCZ não sabem qual dos 18 gatos encaminhados do presídio ao Centro é o ‘gato bandido’.

Segundo a direção do CCZ de Arapiraca, juntamente com o ‘gato bandido’ outros quatro felinos foram encaminhados pelos agentes penitenciários ao CCZ no dia 5 [quinta-feira] e outros 13, no dia seguinte, por isso é necessário que os agentes que apreenderam o animal comparecem ao CCZ de Arapiraca para identificar o animal.

Ainda de acordo com a direção do Centro de Controle de Zoonoses, no momento em que os agentes deixaram os animais, não informaram sobre a forma como foram os gatos encontrados e, por isso, os animais não foram devidamente registrados.

Reprodução/Facebook

Enquanto os agentes não vão ao CCZ identificar ‘o gato bandido’, protetores de animais ficam apreensivos quanto ao destino que será dado ao animal, ou até mesmo, ao destino que já foi dado. Muitos desses protetores afirmam que o animal já foi eutanasiado, informação ainda não confirmada.

Se o animal estiver vivo, de acordo com pretetores, já há muitos pedidos de adoção para o 'gato bandido'. 

Primeira Edição © 2011