O que podemos aprender com os nossos gatinhos?

06/12/2012 05:29

A- A+

Blog da Consul

compartilhar:

A gente adora conviver com os gatinhos, observá-los para lá e para cá em suas aventuras pelos móveis da casa, dar risadas com seus hábitos às vezes peculiares e aproveitar seu carinho e sua companhia. O que poucos sabem é que, observando o dia a dia dos bichanos, podemos aprender muitas coisas importantes para o nosso próprio dia a dia. Exatamente! Apesar de parecer brincadeira, a coisa pode ser muito séria se você parar para pensar.

Quem diria que se alimentar bem, explorar todos os cantos da casa e utilizá-los para se sentir confortável e acolhido, escolher as pessoas a quem será fiel, cuidar do seu filhote com carinho e proteção, dormir muito e se preocupar com a higiene como prioridade são lições que você aprende observando seu animal de estimação, não é mesmo? O segredo está em buscar prazer nas pequenas coisas da vida, como uma alimentação saborosa e saudável, bons momentos de descanso em casa, amigos sempre por perto e foco nas coisas que te façam bem. Ou você já viu um gatinho fazendo algo de que não goste por livre e espontânea vontade? Nada disso! Eles inclusive reclamam quando contrariados.

Encontre atividades que te façam bem! Isso é parte de um passo muito importante na vida: buscar sempre o melhor para você e sua família, fazendo escolhas que te mantenham longe do estresse. Embora ele seja inevitável algumas vezes, a maneira como você lida com isso muda tudo. Já viu o seu gatinho ronronando? Então, esse ronronado que todos nós achamos uma graça é uma forma de o felino ativar seu sistema imunológico e tem efeito calmante para ele. Você também pode ter seu próprio ronrom: descubra sua válvula de escape favorita e pratique-a diariamente. Valem exercícios, meditações, atividades artísticas... O que importa é dedicar um tempo para si e não deixar a tensão acumular.

Tire o máximo proveito do seu tempo em casa! Quem é que conhece melhor cada espaço disponível em todos os ambientes de casa? O seu gato! Afinal, ele é o rei dos cochilos em locais inusitados! Então acompanhe-o e valorize sua casa. O ambiente precisa estar confortável, para que você aproveite cada segundo nele e sinta-se à vontade em sua intimidade. Assim como os gatos tem sua própria forma de curtir cada cantinho, você também pode fazê-lo. Afinal, depois de um dia longo no trabalho, sua casa é o seu refúgio.

Cuide-se! Esteja sempre em dia com a autoestima e os cuidados - seus e da casa. Nada é mais importante do que se sentir bem! Por isso, embora você não possa dormir o dia todo como o seu felino favorito, é preciso se dedicar ao sono com o mesmo afinco que você se dedica às atividades durante o dia. Organize-se para conseguir dormir ao menos seis horas todas as noites. E sinta-se bem consigo mesmo. É importante demais você estar com a autoestima em dia para que as coisas não te incomodem e você consiga lidar bem com elas.

Seja seletivo! Escolher as pessoas com quem você se relaciona também é muito importante. Dedique-se inteiramente às pessoas que te fazem bem e diminua laços com aquelas que causam mal estar. Diferente dos gatos, que escolhem seu dono e nem sempre fazem questão de outras companhias, nós não podemos cortar relações e nem evitar para sempre todas as pessoas que nos incomodam, mas podemos manter relações baseadas em compartilhar com elas apenas quando necessário.

E por falar em relações especiais, talvez você já tenha ouvido a expressão "mãe felina". Elas cuidam com carinho e dedicação de seus filhotes, defendendo-os sempre que possível de tudo que for prejudicial a eles. Mas elas também se desprendem deles na hora certa, quando já estão suficientemente grandes para buscar o que precisam. É algo que todas precisamos aprender: apesar do apoio incondicional às crianças, temos que confiar a elas liberdade para que cresçam e saibam tomar decisões sozinhas.

E você, aprendeu mais alguma coisa com seu gatinho? 

Primeira Edição © 2011