Obama e Romney em ritmo acelerado no penúltimo dia de campanha

04/11/2012 08:59

A- A+

Uol

compartilhar:

O presidente Barack Obama e o rival republicano Mitt Romney continuam neste domingo em ritmo acelerado pelos Estados Unidos, no penúltimo dia da campanha pela Casa Branca, uma disputa que segundo as pesquisas está empatada.

Obama e Romney, com evidentes mostras de cansaço, pulam de um estado estratégico a outro, em um último esforço para gerar entusiasmo entre os eleitores para que não deixem de votar na terça-feira.

A apenas 48 horas da eleição, uma nova pesquisa da ABC News/Washington Post mostra um empate: os dois aparecem com 48% das intenções de voto, enquanto entre os eleitores independentes, que podem definir o resultado, ambos estão com 46%.

O site RealClearPolitics, que estabelece a média das pesquisas, também mostra os candidatos emparelhados, mas com uma leve vantagem para Obama em vários estados considerados cruciais.

"Vocês têm uma decisão a tomar", disse Obama, 51 anos, na noite de sábado em um comício em Virginia (leste), ao pedir às pessoas que compareçam às urnas e convençam os indecisos a fazer o mesmo.

"Têm que dizer a todos que não é apenas uma decisão entre dois candidatos ou dois partidos. É uma decisão entre duas visões diferentes para os Estados Unidos", completou diante de 24.000 pessoas.

O ex-presidente Bill Clinton, que faz uma viagem extenuante gira para impulsionar a candidatura de Obama, defendeu no evento a administração democrata, que pare ele fez o melhor possível apesar da "situação ruim" que recebeu ao assumir o governo, em janeiro de 2009.

Obama tem pela frente neste domingo um cansativo percurso de 8.000 km, que o levará a cinco estados considerados estratégicos.

A primeira parada será New Hampshire (nordeste), um estado tradicionalmente democrata mas que Romney pode vencer nesta eleição, dentro da disputa matemática para obter na terça-feira pelo menos 270 votos dos 538 no colégio eleitoral, em um país com eleição presidencial indireta.

Obama, que retomou nos últimos dias o lema da campanha de 2008 de "mudança", também visitará a Flórida (sudeste), um estado com 29 votos no colégio eleitoral e onde, segundo o RealClearPolitics.com, Romney tem uma pequena vantagem.

Mas nesta eleição, o estado mais cobiçado é Ohio (norte), como comprovam as insistentes visitas dos candidatos na reta final da campanha: ambos fizeram comícios no local na sexta-feira e sábado. Retornarão neste domingo e na segunda-feira.

Obama fechará o dia de 20 horas de campanha no domingo com paradas no Colorado (oeste) e Wisconsin (norte).

Romney não fica para trás e, antes de seguir para Ohio, encontrará com simpatizantes na Pensilvânia (leste), um estado que corteja dentro da estratégia de ampliar suas opções para tentar alcançar os 270 votos no colégio eleitoral e virar o presidente número 45 dos Estados Unidos.

"Nós estamos prontos. A porta de um futuro melhor está aberta", afirmou Romney na noite de sábado no Colorado, ao expressar confiança de que "deixaremos para trás os quatro últimos anos".

"Não representarei um partido, representarei uma nação", afirmou mais de uma vez o republicano, 65 anos, nos últimos dias, com uma mensagem para tentar atrair o máximo de indecisos moderados.

Obama fará os últimos discursos de campanha na segunda-feira em Wisconsin, Ohio e Iowa (centro), antes de viajar para Chicago (Illinois, norte), onde permanecerá no dia da votação.

Já Romney aguardará os resultados em Boston (Massachusetts, nordeste), depois do último dia de campanha que o levará aos estados da Flórida, Virginia, Ohio e New Hampshire.

Primeira Edição © 2011