SP tem mais uma noite e manhã violentas, com mortos e feridos

03/11/2012 14:32

A- A+

G1

compartilhar:

Pelo menos 20 pessoas foram baleadas no período de 16 horas, entre às 19h30 da noite de sexta-feira (2) e às 11h30 da manhã deste sábado (3), na capital de São Paulo, e cidades da Grande São Paulo. Dez das vítimas foram mortas e outras dez ficaram feridas.

Os casos envolvem ataques criminosos com características de execução e até situações de suspeitos de crimes mortos em supostos confrontos com policiais militares. Em outra ocorrência, um policial militar, que estava indo ao trabalho com sua moto, foi ferido nesta manhã na Zona Norte de São Paulo, após ser atacado por criminosos numa motocicleta que estariam querendo roubar seu veículo. A vítima teria caído no chão após a abordagem.

Desde o início de outubro, a onda de violência que assola o estado matou 162 pessoas. Oitenta e nove policiais militares também foram assassinados no mesmo período. Trinta e nove desses PMs teriam sido executados por ordens de uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios paulistas. O Ministério Público, a Polícia Civil e a Polícia Militar apuram se todas as ocorrências de morte estão relacionadas a uma suposta briga entre criminosos e policiais.

Na próxima semana, o governo estadual recebe representantes do governo federal para tratar de um plano de segurança para São Paulo.

A série de assassinatos entre a noite de sexta e a madrugada deste sábado deixou mortos e feridos nas seguintes cidades:

São Paulo

Em São Paulo, uma pessoa foi morta após ser atingida dentro de um condomínio na Rua Félix do Piauí, em Itaquera, na Zona Leste, na noite desta sexta.E na madrugada deste sábado, na região do Campo Limpo, Zona Sul, uma pessoa foi baleada e ferida na Rua Carlos Lacerda Filho.

Ainda na capital durante a madrugada, um policial militar foi ferido na madrugada deste sábado após ser abordado por dois criminosos, que estavam numa motocicleta, e que estariam tentando roubar a moto do PM. A vítima estava fardada e ia para o trabalho, quando foi atacada perto das 5h na Rua Doutor Zuquim, na Zona Norte. Por meio de nota oficial, a PM informou que o policial se feriu no rosto após a abordagem da dupla, que fugiu, e que a vítima não foi "alvejada por disparos de arma de fogo".

Por volta das 11h30 da manhã deste sábado, um homem foi baleado em um carro na Rua Nelson Cruz, no Belenzinho, na Zona Leste de São Paulo. A Polícia Militar foi acionada e socorreu a vítima a um hospital da região. A vítima não corre risco de morrer. A Polícia Civil apura as circunstâncias do crime. No início desta tarde, a rua permanecia interditada pela polícia.

São Bernardo do Campo

Em São Bernardo do Campo, no ABC, foram 13 pessoas baleadas, sendo seis mortas e sete feridas. Na maioria dos casos, homens em motos passaram atirando contra as vítimas, que estavam na rua ou em bares. Os criminosos fugiram.

Na sexta-feira, por volta das 19h30, um homem foi encontrado morto, baleado na cabeça, dentro de um carro, que bateu numa grade, na Rua Aimoré, em São Bernardo.Às 22h20, duas pessoas que estavam num bar, na Rua Alvarenga Peixoto, foram mortas à bala e uma outra ficou ferida.

Perto das 22h30, três suspeitos de crime foram mortos por policiais militares num suposto confronto na Rua Japão.Depois das 23h25, um homem foi encontrado morto na Rua Campina Grande.

Já na madrugada deste sábado, às 2h, cinco pessoas que estavam num bar, na Rua Jerônimo Moratti, foram baleadas e ficaram feridas.

Santo André
Em Santo André, também no ABC, um homem foi encontrado morto e outro foi achado ferido por volta das 22h53 de sexta-feira na Rua Ubatuba, Vila Guiomar. O sobrevivente foi internado num hospital. As circunstâncias do crime são investigadas pela Polícia Civil.

Embu das Artes

Em Embu das Artes, na Grande SP, duas pessoas foram encontradas mortas a tiros na Rua Guaíba, no início da madrugada deste sábado.

Primeira Edição © 2011