Cães resgatados por protetores animais em Maceió tem evolução em quadro clínico

Peladinho ainda está internado, pois apresenta suspeita de leishmaniose, mas melhora é significativa; e Lex já se recupera do vírus da cinomose

04/07/2012 08:52

A- A+

Jessica Pacheco

compartilhar:

 Em meio a divulgação de casos de animais debilitados abandonados nas ruas de Maceió, os protetores animais também tem notícias boas para dar à pessoas que vem ajudado no tratamento dos animais divulgados aqui no Primeira Edição.

A cadelinha Lex e o cãozinho Peladinho já estão em fase avançada da recuperação e já apresentam um melhora significativa.

‘PELADINHO’

O ‘Peladinho’ é o cãozinho encontrado abandonado no bairro da Serraria com alto grau de sarna demodécica em estado avançado e suspeita de leishmaniose. Segundo a divulgação da protetora animal, Ana Rodrigues, o cãozinho já está se recuperando da sarna, já está bastante energético e ganhou peso.

Divulgação

“Ele já não é mais ‘peladinho’, já estão chamando ele de Neymar”, se divertiu Ana, através do facebook.

Contudo, ele ainda não está 100% recuperado, por isso continua internado na Clínica Animais.com.

“Além da sarna, ainda há a suspeita da leishmaniose. Ele está com problemas no fígado e no baço, mas como a melhora é significativa, o veterinário começou a descartar a possibilidade”, explicou a protetora. “Ele ainda tem problemas nas patas, uma deformidade, terá que fazer um raio x”.

A conta na Clínica Veterinária já ultrapassa os mil reais e como não há como angaria sozinha, Ana e outras protetoras animais estão realizando uma rifa em prol do animal. Quem quiser ajudar, basta entrar em contato com Ana pelo email plopes02@hotmail.com.

Divulgação

'LEX'

DivulgaçãoHá alguns dias atrás, o Primeira Edição divulgou o caso da cadelinha encontrada imóvel na porta do Sesc Poço, resgatada pela protetora Monique Taciane e, depois de exame de sangue, diagnosticada com o vírus da cinomose.

Depois da doação de medicamento por parte da população, de alimento e ração, a Lex apresentou uma excepcional melhora em seu quadro clínico.

“O ciclo da cinomose da Lex, graças a Deus chegou ao fim, o vírus foi eliminado e a fase de contágio acabou”, comemorou a protetora.

Mas como Lex ainda não está totalmente reabilitada, ainda é necessário cuidados com ela, por isso, Monique, ainda precisa da doação da ração Proplan, que é fundamental para a recuperação do animal.

E, assim como o Peladinho, a protetora também está realizando uma rifa para pagar o tratamento realizado pelo veterinário. Quem puder ajudar basta entrar em contato com Monique pelos números (82) 8815-9099 e (82) 9934-9099, ou através do email moniquetaciane@hotmail.com.

Divulgação
 

Primeira Edição © 2011