Rádio Primeira Edição - Ouça agora!

notícias > Negócios setas

Em 10 anos, fatia de empreendedores na população sobe de 21% para 27%

Brasil tem 27 milhões de empreendedores, o 3º no ranking de 54 países. 12 milhões atuam no mercado há mais de 42 meses, aponta pesquisa.

03/07/2012 22:54

A- A+

G1

compartilhar:

Em dez anos, aumentou de 21% para 27% a parcela de empreendedores adultos entre a população brasileira, aponta estudo realizado pelo Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrar-SP).

Com isso, atualmente são com 27 milhões de brasileiros que possuem um negócio ou estão envolvidas na criação de um, o que coloca o país no terceiro lugar em uma lista de 54 países. A China, que lidera o ranking, tem quase 370 milhões de empreendedores, e os Estados Unidos, que ocupa a segunda posição, cerca de 40 milhões.

A pesquisa Global Entrepreneurship Monitor 2011 (GEM) envolve apenas pessoas entre 18 e 64 anos.

Dos 27 milhões de empreendedores brasileiros, 85% estão no mercado há mais de três meses. Desses, 12 milhões, o equivalente a 45%, estão estabelecidos em seus segmentos de atuação, ou seja, atuam no mercado há mais de 42 meses. Outros 11 milhões, 40% do total, são classificados como novos empreendimentos por funcionarem há mais de três meses e menos de 42 meses.

Ainda segundo a pesquisa, 15% dos empreendedores, ou 4 milhões de pessoas, estão envolvidas na etapa de criação do próprio negócio – ou seja, aqueles que encontram no estágio inicial da montagem do empreendimento, como o levantamento de informações sobre o mercado, por exemplo.

Oportunidade de mercado

Segundo o estudo, a estimativa é que para cada negócio aberto por necessidade, por motivo de desemprego, por exemplo, 2,24 começam pela identificação de uma oportunidade de negócio. A fatia é a maior desde que a pesquisa começou a ser realizada, em 1999, mas ainda é inferior à média dos 54 países, que é de 4,35 negócios por oportunidade para cada um aberto por necessidade.

No Brasil, no grupo dos empreendedores iniciais (envolvido na criação de um negócio ou que já tem um negócio com até 42 meses), a proporção de mulheres à frente dos negócios é maior que a média mundial. De cada 100 empreendedores iniciais, 49 têm comando feminino. A média dos 54 países pesquisados nesse grupo é de 37 empreendedoras para cada 100.

Elas preferem negócios como estética e tratamento de beleza, comércio de vestuário, fornecimento de comida preparada e confecções.

Os homens gostam mais de atividades ligadas a manutenção e reparação de veículos automotores, minimercados, lanchonetes e similares, e transporte de passageiros.

Dos 27 milhões de empreendedores brasileiros, mais da metade, 14,4 milhões, têm entre 25 e 44 anos. Outros 3,4 milhões têm até 24 anos. Seis milhões estão na faixa de 45 a 54 anos, e 3,3 milhões têm mais de 55 anos. A renda mensal obtida por metade dos empreendedores chega a, no máximo, três salários mínimos. Um terço deles fatura entre três e seis salários mínimos e menos de 15% tira mais de seis salários mínimos por mês com o próprio negócio.

* campos obrigatórios

  • Enviar »

@primeiraedicao seta

anterior proximo
  • João Julio da Silva

    Acusado de matar procuradora aposentada vai a júri popular http://t.co/K5hOeCQ89A via @primeiraedicao

  • João Julio da Silva

    Apresentados os planos de logística e segurança para as Eleições 2014 http://t.co/uzyg7wkGEb via @primeiraedicao

  • Geraldo Câmara

    Terrível o caso dos três irmãos. http://t.co/IXo8LVp7T9 via @primeiraedicao

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Primeira Edição © 2011

Plus! Agência Digital