Governador e vice reúnem secretários para apresentação do Plano de Segurança

Teotonio e Nonô dizem que participação de cada um é essencial no enfrentamento à violência em Alagoas

22/06/2012 14:46

A- A+

Agência Alagoas

compartilhar:

O governador Teotonio Vilela e o vice-governador José Thomaz Nonô reuniram, nesta sexta-feira (22), os secretários e dirigentes de órgãos estaduais para apresentar o Plano Nacional de Segurança, a ser lançado em Alagoas no próximo dia 27. Segundo o governador Teotonio, é importante a participação efetiva de todos os setores do Governo para que esse plano seja executado com êxito.

“É uma responsabilidade comum e todos precisam estar envolvidos, empenhados, dedicados a fazer a sua parte nesse novo processo de segurança pública em Alagoas”, disse o governador. “Esse não é um plano do governo federal ou do governo estadual, mas um Plano de Estado, um Plano da sociedade alagoana e da sociedade brasileira”, reforçou, afirmando que junto com o Executivo em defesa desse plano estão os outros poderes e a sociedade civil.

Teotonio lembrou que o seu Governo conseguiu reverter todos os indicadores negativos do Estado. “Alguns mais, outros menos, à exceção dos números da violência”, citando que na redução da mortalidade infantil o Estado virou referência positiva para o Unicef e para o Ministério da Saúde. “Para essa vitória contamos com a parceria decisiva dos municípios, dos agentes de saúde”, agradeceu o governador.

Sobre a criminalidade, o governador mostrou que em seu Governo o crescimento do número de homicídios foi de 60 para 66 por cem mil. “De 1999 a 2006, o percentual subiu de 21 por cem mil, para 60 por cem mil”, disse. “Apesar de todas as dificuldades financeiras, desde que assumimos que estamos investindo nas polícias, nos setores de segurança, mas para vencermos essa guerra precisamos do apoio de todos, do governo federal, dos poderes, da sociedade”, destacou.

“O Ministério da Justiça, a Polícia Rodoviária Federal, a Guarda Nacional e a Polícia Federal participam integralmente desse plano que será implantado aqui em nosso Estado e depois em outros Estados com situação semelhante à nossa”, acrescentou o governador. O secretário de Estado da Defesa Social, Dário Cesar, fez uma explanação das ações e dos recursos disponibilizados pelo Estado e pela União para a execução do Plano.

Primeira Edição © 2011