Rádio Primeira Edição - Ouça agora!

notícias > Alagoas setas

Plano contra violência só funciona se imobilizar bandidos por longo tempo

Reincidência mostra que assaltantes agem, são presos, mas não ficam fora de circulação, voltando a delinquir

18/06/2012 07:55

A- A+

Primeira Edição

compartilhar:

Carlos Rudiney

Teotonio Vilela em reunião no Ministério da Justiça, em Brasília no último dia 13

Qualquer plano para reduzir a violência em Alagoas só funcionará se contiver uma fórmula capaz de tirar os assaltantes e os traficantes de drogas de circulação por longo período.

Atualmente, a grande maioria dos bandidos presos em Maceió é constituída de reincidentes, ou seja, marginais que cometeram crimes, foram presos e, postos em liberdade, voltaram a delinqüir.

Para tirar os assaltantes de ação, o Estado terá de agir em estreita cooperação com o Ministério Público e o Poder Judiciário, o primeiro denunciando e o segundo mandando prender.

O desafio, hoje, é definir um local para abrigar tantos assaltantes e homicidas, já que o sistema prisional do Estado se encontra totalmente ultrapassado.

PLANO PILOTO

O plano que está em fase final de gestação, em Brasília, será um protótipo, o que significa dizer que, se funcionar aqui, será adotado em todos os demais estados onde a violência está fora de controle.

O empenho do governo federal em solucionar o problema da criminalidade em Alagoas pode ser resumido numa frase do ministro José Eduardo Cardozo, da Justiça: “Se esse plano não funcionar, teremos de admitir que não há mais o que fazer para acabar com a violência no país”.

Enquanto o plano vai sendo gestado através de medidas técnicas e jurídicas, o governo alagoano anuncia que a determinação de Brasília é contemplar Alagoas com um novo modelo de segurança publicado concebido para ser adotado em todos os estados.

Mais informações leia na versão impressa do Primeira Edição que já está nas bancas nesta segunda-feira (18).
 

* campos obrigatórios

  • Enviar »
  • NÃO TEM NOVIDADE 18/06/2012

    Não precisa ser especialista em segurança pública para perceber a olhos vistos que um dos problemas maiores na segurança é o baixo efetivo e a desmotivação por parte dos policiais, sem rever esse problema crônico e histórico, será muito difícil conseguir êxito em qualquer tipo de plano.

  • PêCê 18/06/2012

    ACABEM COM A IMPUNIDADE, QUE A CRIMINALIDADE VAI JUNTOS, SÓ ISSO... AQUI, PARECE ATÉ BRINCADEIRA DE POLÍCIA CONTRA BANDIDOS... A POLÍCIA PERSEGUE E PRENDE OS CRIMINOSOS, AÍ, VEM UM JUDICIÁRIO FULEIRO E DISTRIBUI HABEAS CORPUS OU FIANÇAS, ALIMENTANDO A CRIMINALIDADE... S.OS. ALAGOAS...

  • X-9 18/06/2012

    AQUI EM SÃO LUIZ DO QUITUNDE TODOS SABEM AS LOCALIDADES DE PONTO DE DROGAS,ATÉ MESMO A POLICIA POR QUE NÃO ACABA, AS LOCALIDADES SÃO; SUBSTAÇÃO PINDOBA, RUA DA CRECHE,POLIVIA....... UMA VERDADEIRA CRACOLANDIA..

  • Magno 21/06/2012

    Interessante, ninguem fala em melhorias SALARIAIS para os policiais, que são os principais executores de qualquer plano de segurança pública, afinal quem vai sair às ruas para prender os delinquentes? Seria os nobres deputados? seriam os meritíssimos togados? Acho que não.

@primeiraedicao seta

anterior proximo
  • João Julio da Silva

    Defensoria Pública funciona sob regime de plantão neste feriado http://t.co/S9eCqNviBC via @primeiraedicao

  • João Julio da Silva

    Bancos não terão atendimento ao público nos feriados de 18 e 21 de abril http://t.co/75utAEV8Pr via @primeiraedicao

  • João Julio da Silva

    Confira o horário de funcionamento dos mercados no feriado http://t.co/ckyNDrrlwu via @primeiraedicao

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Primeira Edição © 2011

Plus! Agência Digital