Médico nega atendimento a acidentado e causa revolta no Regional de Patos

10/06/2012 07:16

A- A+

Paraíba.com

compartilhar:

Um fato lastimável aconteceu no Hospital Regional de Patos na manhã desta sexta-feira, quando o médico cirurgião Ostogenildo Crispim se negou a atender um acidentado de Pernambuco, gerando revolta de funcionários e populares que acompanharam a chegada do paciente.

A vítima, de acidente, de Itapetim-PE, passou bom tempo na ambulância na entrada da emergência. A alegação do médico, mesmo o doente gritando de dores, perdendo sangue, era de que não podia atendê-lo por este ser de município não referenciado com Patos, segundo informações repassadas por alguns funcionários.

Ao saber do que estava ocorrendo, membros da administração hospitalar colocaram o paciente na área vermelha para que recebesse os cuidados necessários, para alívio dele e seus familiares aflitos. O fato deverá chegar ao Conselho Municipal de Saúde, através de denúncia oficializada, que poderá convocar o médico para prestar esclarecimentos.

Outra instância que deverá ser notificada sobre esse caso é Conselho Regional de Medicina, para que isso não volte a se repetir. “Se fosse um familiar desse médico queria saber se ele teria a mesma atitude”, reclamavam alguns funcionários solidários com o sofrimento do homem vítima de acidente.

Primeira Edição © 2011