Cadelinha Hope vira símbolo da raça de cães mais abandonada da Grã-Bretanha

Mestiça de stafforshire bull terrier, a cachorrinha deixada numa autoestrada pertence à raça de cães que são com mais frequência encontrados em abrigos das terras britânicas

01/06/2012 05:57

A- A+

iG

compartilhar:

Descrita por um veterinário como "a mais magra que ele já tinha visto", uma cachorrinha inglesa encontrada num acostamento de uma estrada colocou em evidência a situação difícil de toda uma raça de cães na Grã-Bretanha: os stafforshire bull terriers. Os cachorros deste tipo são os mais abandonados em terras britânicas.

Chamada de Hope (esperança em inglês), a cadelinha, mestiça, foi encontrada abandonada em uma caixa de papelão na estrada de Hewish, na Inglaterra.
Na ocasião, ela pesava apenas 8 kg, quando o normal para cães desse porte seria dobro disso.

Depois de ser resgatada, Hope foi levada a uma clínica da Sociedade Real de Prevenção à Crueldade contra Animais (RSPCA, a sigla em inglês).

Ann Parry, veterinária da entidade, disse à BBC que a recuperação dela vai levar um longo tempo.

"Quando ela chegou tivemos que envolvê-la em cobertores e em plástico-bolha para aquecê-la".

“Trabalhando por oito anos na RSPCA, estou acostumada a ver animais maltratados e negligenciados, mas este é o mais magro cão que já vi que ainda está vivo”, constatou a veterinária.

A RSPCA não tem uma explicação clara porque os cães stafforshire bull terrier são abandonados com tanta frequência, m as os dirigentes da entidade acreditam que a situação pode estar relacionada tanto ao fato desses cães serem muito populares no Reino Unido, quanto às denúncias de que essa seria uma raça violenta, que deveria, inclusive estar incluída no Dangerous Dogs Act, a lista oficial dos cães mais perigosos do Reino Unido.

Os dirigentes RSPCA estão a procura da pessoa que abandonou Hope na estrada. Eles esperam que uma denúncia anônima ajude a solucionar o caso.

Primeira Edição © 2011