Demóstenes se cala, deputado se exalta e sessão da CPI é encerrada

Demóstenes alegou que já havia prestado depoimento ao Conselho de Ética na terça-feira

31/05/2012 08:21

A- A+

Terra

compartilhar:

Como já fora antecipado por sua defesa, o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) se negou a falar na CPI mista que investiga as relações de Carlinhos Cachoeira, exercendo seu direito de permanecer calado. O silêncio do parlamentar enfureceu o deputado Sílvio Costa (PTB-PE), que chamou o investigado de demagogo e estar prestando um contra serviço ao País.

Após os gritos do petebista, o seu microfone foi desligado, mas o deputado continuou se exaltando, o que levou o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) a encerrar a sessão.

Demóstenes alegou que já havia prestado depoimento ao Conselho de Ética na terça-feira, sobre os mesmos fatos apurados pela Comissão Parlamentar de Inquérito, por isso não falaria na CPI. "Anteontem prestei depoimento por mais de cinco horas no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado cuja pertinência temática é a mesma desta Comissão", justificou o senador.

Primeira Edição © 2011